Acusado de ser mandante de assassinato de casal extrativista é absolvido

Júri em Marabá condenou os dois apontados como responsáveis pelo crime a penas de até 45 anos de reclusão pelas mortes de José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo

Dois dos três acusados pela morte do casal extrativista José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo, assassinados em 2011, foram condenados hoje (4) pelo Tribunal do Júri em Marabá, no interior do Pará.

Os jurados consideraram que Lindonjonson Silva Rocha e Alberto Lopes do Nascimento foram os responsáveis pelo crime, ocorrido em Nova Ipixuna. No total, Alberto terá de cumprir pena de 45 anos de reclusão, e Lindonjonson recebeu uma sentença de 42 anos e oito meses.

O acusado pelo Ministério Público Estadual de ser o mandante do crime, porém, ficará livre por falta de provas. Os jurados absolveram José Rodrigues Moreira, que estava preso preventivamente desde setembro de 2011 e teve a ordem de soltura emitida imediatamente pelo juiz. O Ministério Público informou que vai recorrer.

Fonte: Rede Brasil Atual

Deixe um comentário