Embrapa Acre conta com novo chefe-geral

Engenheiro agrônomo e atual presidente do IMC, Eufran Amaral, assume o cargo

Após três meses de avaliação e seleção, a diretoria executiva da Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) definiu o novo chefe-geral da Embrapa Acre (Rio Branco, AC). O engenheiro agrônomo e atual presidente do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais do Acre (IMC) Eufran Ferreira do Amaral vai ocupar o cargo nos próximos três anos, em substituição ao pesquisador Judson Valentim, que atuou como chefe-geral da Embrapa Acre desde 2008. A transmissão de cargo será no dia 5 de agosto.

EUFRAN Amaral vai ocupar o cargo pelos próximos três anos - Foto: Bruno Imbroisi

No dia 24 de junho a diretoria-executiva da Embrapa finalizou o processo de seleção, que teve início em 21 de fevereiro de 2013. Para conduzir o processo foi nomeada uma Comissão de Avaliação e Seleção, composta por três representantes da Embrapa e dois membros da sociedade: o diretor da ONG Amigos da Terra, Roberto Smeraldi e a presidente da Associação de Indústrias de Madeira de Manejo do Acre (AssimManejo), Adelaide de Fátima Gonçalves de Oliveira. No total, três interessados se inscreveram no processo, duas inscrições não foram homologadas por não preencherem todos os requisitos exigidos.

O processo de seleção contou com diversas etapas, uma delas foi a defesa pública da proposta de trabalho do candidato, realizada no dia 11 de junho, na Embrapa Acre. Nesse mesmo dia, membros da Comissão de Avaliação e Seleção também fizeram uma entrevista individual com Eufran Ferreira do Amaral. O presidente da Embrapa, Maurício Lopes, e a diretoria executiva também realizaram entrevista com o candidato.

Segundo Amaral o principal foco de sua atuação será na gestão do conhecimento, voltada para os beneficiários das tecnologias, produtos e serviços gerados pela Embrapa. “O grande desafio é fazer com que a Embrapa Acre avance cada vez mais em questões relacionadas aos grandes problemas globais: pobreza e degradação ambiental num contexto de mudanças climáticas. No Acre, nós temos 18% da população em situação de extrema pobreza, sendo que a maior parte dessas pessoas, 63%, estão no meio rural”, afirma.

De acordo com o novo chefe-geral, o Acre apresenta uma especificidade que deve nortear a atuação da Unidade: 87% do estado é composto por floresta e a área convertida é ocupada, principalmente, por pastagens (83% da área convertida), seguida por capoeira (11%) e cultivos anuais e permanentes (6%). “Diante desse contexto, temos o desafio de contribuir para a redução do desmatamento e para valorização da floresta, com o fornecimento de serviços ambientais, redução de emissões e diversificação de uso nas áreas já convertidas”, declara.

Perfil

Eufran Ferreira do Amaral é acreano, natural de Taraucá, formado em Agronomia pela Universidade Federal do Acre (Ufac), possui doutorado em Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa. É pesquisador da Embrapa Acre desde 1997 e estava cedido para o Governo do Estado, onde atuava como presidente do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais do Acre (IMC). Entre 2007 e 2010, atuou como secretário de Estado de Meio Ambiente. Neste período, o Estado registrou a menor taxa de desmatamento desde 1998 e estruturou a política de valorização do ativo ambiental florestal que perdura até os dias atuais como a estratégia de manejo de paisagens e de integração de políticas públicas do Governo Estadual.

Fonte: Página 20
Com informações da assessoria Sebrae

Deixe um comentário