Barco solar vai transportar estudantes na Amazônia

Há anos uma equipe da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) trabalha no desenvolvimento de barcos solares.

”]Embora use as competições como banco de provas para o desenvolvimento de tecnologias que permitam a aplicação da energia solar fotovoltaica para a propulsão de barcos, o trabalho agora começa a dar frutos sociais.

A mais recente delas é o projeto de um barco solar fotovoltaico para ser usado como um meio alternativo de transporte fluvial na Amazônia.

Financiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e pelo CNPq, o barco foi projetado considerando as condições climáticas e geográficas da Amazônia.

O objetivo principal do projeto será transportar estudantes para a escola, mas a embarcação será útil também para levar suprimentos aos moradores de comunidades ribeirinhas.

Mercado

O barco já está pronto, mas ficará ancorado na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro até meados de Agosto. Com o apoio da Universidade Federal do Pará, ele deverá ser levado à comunidade de Santa Rosa, no município de Barcarena, próximo a Belém.

Atualmente, o trajeto escolar no local é realizado por pequenas embarcações movidas a diesel, que poluem os leitos dos rios e estressam os animais por causa do ruído.

Segundo Ricardo Rüter, professor da UFSC, o próximo passo será fabricar outros barcos para que eles possam chegar ao mercado como uma alternativa de transporte, não apenas para o Norte, mas para outros locais do país.

A USP (Universidade de São Paulo) também já construiu seu barco solar, uma versão não tripulada voltada para o monitoramento ambiental.

Com informações do MCTI
Fonte: Portal Inovação e Tecnologia 

Deixe um comentário

2 comentários em “Barco solar vai transportar estudantes na Amazônia

  • 13 de julho de 2013 em 12:27
    Permalink

    A gasolina e o diesel resulta muito cara e onerosa para as comunidades ribeirinhas, um motor (rabeta) o motor de popa elétrico solto e eficiente com placas solares para recarga de bateria seria de grande utilidade, pois o sol como fonte de energia chega a todos lados, de graça, e não precisa de transporte.

  • 9 de julho de 2013 em 17:52
    Permalink

    PARABENIZO-OS POR ESTA TECNOLOGIA QUE CONTRIBUÍRA MUITÍSSIMO O DESENVOLVIMENTO DO ESTADO DO PARÁ E, MUNDIALMENTE.

Os comentários estão desativados.