SBPC: Público da ExpoT&C conhece tecnologia de criação de peixes em canais de igarapés na Amazônia

O trabalho foi desenvolvido no Projeto de Assentamento Tarumã-mirim – zona rural de Manaus (AM) – e coordenado pelo pesquisador do Inpa, Jorge Daniel Fim

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) apresentou a tecnologia para criação de peixes em canais de igarapés na região amazônica nesta quinta-feira (25) durante a 65ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Detalhes do projeto e modo de criação estão reunidos no livro “Manual de Criação de Matrinxã em Canais de Igarapé”, elaborado por Jorge Daniel Fim em colaboração com Gabriel da Rocha Nobre Filho, Sérgio Fonseca Guimarães, Atilho Storti Filho e Avemar Gonçalves Bobote, publicado pela Editora Inpa.

O engenheiro de pesca e técnico do Inpa Evandro Oliveira de Souza, que começou a participar do projeto quando a equipe iniciou a fase de monitoramento de peixes, explicou que o objetivo do projeto foi oferecer alternativa econômica que garanta a subsistência das famílias que residem em assentamentos rurais mantendo a conservação dessas áreas.

Ainda de acordo com Souza, o matrinxã e algumas espécies do acará podem ser criados com essa técnica. Durante a execução do programa, os pesquisadores do Inpa contaram com a colaboração dos comunitários para a criação de peixes e desenvolveram critérios técnicos que vão desde a construção da estrutura dentro do igarapé para acomodar os peixes, até as questões químicas e físicas da água, que interferem diretamente na qualidade e quantidade do pescado.

Por Josiane Santos
Fonte: INPA 

Deixe um comentário