Chinaglia defende que Câmara aguarde decisão do STF para se posicionar sobre Donadon

O líder do governo na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), defendeu ontem (2) que a Casa espere uma decisão final do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito da liminar concedida pelo ministro Luiz Roberto Barroso, do STF, sobre a cassação do mandato do deputado Natan Donadon (sem partido-RO). De acordo com o líder, a decisão da Casa de manter o mandato de Donadon foi lamentável “em todos os sentidos”.

Em relação a uma possível mudança de posição da Câmara após a concessão da liminar do ministro Barroso, Chinaglia disse que “qualquer decisão da Câmara tem que levar em conta o aspecto que ela já tomou uma decisão”. Segundo o líder do governo, a decisão de levar a votação do caso do deputado Donadon ao plenário foi baseada no Regimento Interno e na Constituição.

Para Chinaglia, a situação criada com a decisão liminar precisa ser analisada com cautela. Ele defende que se debruce à luz da competência dos Poderes, da Constituição e que não se fuja do debate em torno da questão. “Não podemos fugir desse embate político”. Chinaglia defende que a Câmara aguarde uma decisão final do STF. “Não podemos descartar a mudança de uma liminar a partir de uma decisão do plenário”.

“Imagine que um julgamento certo ou errado de uma Ca

Deixe um comentário