Fiscais agropecuários fazem manifestação por melhores condições de trabalho

Representantes do Sindicato Nacional dos Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical) protestaram ontem (17) em frente à sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, na capital federal, contra a atual gestão do órgão. Aproximadamente 200 placas foram fincadas no canteiro em frente ao prédio do ministério com as principais reivindicações da categoria. Os fiscais também denunciam indicações políticas para as diretorias técnicas do ministério a falta de recursos.

O objetivo dos fiscais é cobrar do ministro Antônio Andrade demandas como a volta do processo seletivo para a ocupação de cargos e funções, recursos para as atividades diárias, a contratação de mais fiscais e a criação da escola de formação profissional. “Em 2012 conseguimos a aprovação de uma portaria que instalava o processo seletivo de gerência no ministério, e uma das primeiras ações do ministro foi derrubá-la”, disse a vice-presidenta da Anffa Sindical, Terezinha de Jesus Mazza. “Queremos o fim da ingerência política do Mapa, e que haja meritocracia”, acrescentou.

Segunda-feira (16) o ministro se reuniu com os fiscais. Durante o encontro, o sindicato entregou a Antônio Andrade documentos com exigências feitas em períodos anteriores à sua gestão. De acordo com o comunicado divulgado pela entidade, “a negociação com a categoria terá continuidade e Andrade está aberto ao diálogo com os fiscais”.

Em nota publicada no portal da Anffa Sindical hoje (17), o presidente do sindicato, Wilson Roberto de Sá, frisou que no mês de agosto a Secretaria de Defesa Agropecuária não recebeu nenhuma verba para as atividades técnicas de manutenção e fiscalização. “Os protestos servem para alertar a sociedade de que a má gestão está colocando em risco a segurança dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros”, declarou.

Por: Agência Brasil – EBC
Edição: Aécio Amado

Deixe um comentário