Estudo sugere que veremos um “novo clima” em 35 anos

Pesquisadores afirmam que a partir de 2047 mais de metade do globo apresentará temperaturas médias anuais acima de qualquer recorde de calor registrado desde 1860

Se as emissões de gases do efeito estufa continuarem no ritmo atual, a cidade do Rio de Janeiro alcançará um “desvio no clima” (climate departure) no ano de 2050, significando que a partir dessa data todos os anos seguintes serão mais quentes do que qualquer recorde registrado desde 1860. Para São Paulo, o ano marcante é 2051, já para Brasília é 2047.

É 2047, aliás, o ano no qual mais de metade do planeta alcançará esse “desvio”, aponta uma pesquisa realizada pela Universidade do Havaí e publicada na revista Nature nesta quinta-feira (10).

“Estamos chocados. Independentemente do cenário, mudanças acontecerão em breve. Ainda nesta geração, o clima ao qual estamos acostumados será uma coisa do passado”, afirmou Camilo Mora, principal autor do estudo.

Nos trópicos o cenário é ainda mais pessimista. Havana, em Cuba, e a Cidade do México ultrapassarão esse “desvio” em 2031. Accra, em Gana, em 2027, e Porto Príncipe, no Haiti, em 2025 (veja a tabela completa das cidades no fim da matéria).

“Nossos resultados sugerem que os países a serem primeiro impactados por um clima sem precedentes são justamente os que possuem menos capacidade para se adaptar. Ironicamente, esses também são os menos responsáveis pelas mudanças climáticas”, afirmou o coautor Ryan Longman.

Para chegar a essas conclusões, os pesquisadores dividiram o planeta em regiões de pouco mais de 600 quilômetros quadrados e traçaram mínimos e máximos de temperaturas entre 1860 a 2005 para cada uma dessas áreas.

Em seguida, usando 39 Modelos de Sistemas Terrestres, desenvolvidos por 21 centros climáticos de 12 países, projetaram quando cada uma dessas regiões começaria a constantemente ficar acima dos limites elaborados pelo levantamento das temperaturas históricas. O ano em que isso acontece foi batizado pelos autores como “climate departure” (que aqui escolhemos traduzir como “desvio no clima”).

Impactos

Os trópicos são o lar da maior biodiversidade do planeta, e muitas dessas espécies não estão acostumadas com variação climática e são vulneráveis mesmo às menores alterações, alerta o estudo.

Citando outras pesquisas, os autores afirmam que os corais são um exemplo claro de como a situação é crítica. Esses organismos estão sobre enorme pressão devido ao aumento das temperaturas e da queda do pH dos oceanos, resultante da maior concentração de dióxido de carbono (CO2) nas águas.

A Universidade do Havaí utilizou o mesmo método que foi aplicado para as temperaturas nas cidades também para avaliar o pH dos oceanos.

O resultado disso revela que o “desvio no clima” para o pH já aconteceu. Desde 2008, o pH está abaixo de qualquer registro desde 1850 e assim deve continuar.

O baixo pH resulta na acidificação dos oceanos, que é uma das principais causas para o “branqueamento” e consequente morte de grande parte dos corais, que são essenciais para o ecossistema marinho.

“Esse trabalho demonstra que estamos colocando os ecossistemas sob novas condições, as quais eles podem não ser capazes de se adaptar. É muito provável que veremos extinções”, afirmou Ken Caldeira, do Departamento de Ecologia Global da Instituição Carnegie, que não participou do estudo.

Obviamente, a elevação das temperaturas terá também impactos na sociedade humana.

Mais de cinco bilhões de pessoas vivem atualmente em regiões que já antes de 2050 passarão a experimentar eventos extremos mais frequentes e intensos. Além dos conhecidos problemas de secas e inundações, haverá consequências para a produção de alimentos e para praticamente todos os setores econômicos.

Outras pesquisas também destacam que entre os perigos da elevação das temperaturas estão o aumento de conflitos causados por disputas por terras aráveis e por água, a migração em massa e a expansão de doenças tropicais, que sob um novo regime climático devem alcançar novas áreas.

“Esse estudo é muito importante. Ele conecta os pontos entre os modelos climáticos e os impactos para a biodiversidade de uma forma inovadora, e traz ramificações para espécies e pessoas”, declarou Jane Lubchenco, ex-presidente da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA).

Além de considerar o cenário do “business as usual” (RCP 8.5) para as emissões (se continuarmos com nossos hábitos de consumo sem alteração), o trabalho também fez projeções para um cenário onde consigamos controlar as liberações de gases do efeito estufa (RCP4.5).

Nessa segunda situação, ganharíamos entre 20 e 25 anos até que mais da metade do globo ultrapassasse o “desvio no clima”.

“Cientistas têm repetidamente alertado sobre as mudanças climáticas e seus efeitos na biodiversidade e nas pessoas. Nosso estudo mostra como tais mudanças já estão próximas. Os resultados apresentados não são uma razão para desistirmos. Ao contrário, precisamos encorajar as reduções nas emissões para diminuir a taxa das mudanças climáticas. Assim, poderemos ganhar tempo para as espécies, ecossistemas e para nós mesmos nos adaptarmos”, concluiu Mora.

 

COUNTRY CITY RCP8.5 RCP4.5
Afghanistan Kabul 2045 2071
Albania Tirana 2046 2070
Algeria Algiers 2041 2063
Andorra Andorra la Vella 2044 2070
Angola Luanda 2035 2052
Antigua and Barbuda St. John’s 2033 2047
Argentina Buenos Aires 2066 2094
Armenia Yerevan 2045 2076
Australia Perth 2042 2072
Australia Canberra 2045 2072
Australia Sydney 2038 2052
Australia Melbourne 2045 2073
Australia Brisbane 2042 2070
Australia Darwin 2042 2065
Australia Adelaide 2049 2080
Austria Vienna 2055 2084
Azerbaijan Baku 2047 2072
Bahamas Nassau 2029 2041
Bahrain Manama 2032 2054
Bangladesh Dhaka 2054 2082
Barbados Bridgetown 2034 2046
Belarus Minsk 2065 2091
Belgium Brussels 2056 2086
Belize Belmopan 2034 2048
Benin Porto-Novo 2029 2043
Bhutan Thimphu 2035 2052
Bolivia La Paz 2028 2037
Bosnia and Herzegovina Sarajevo 2051 2079
Botswana Gaborone 2050 2083
Brazil Rio de Janeiro 2050 2079
Brazil Sao Paulo 2051 2083
Brazil Brasilia 2047 2072
Brunei Bandar Seri Begawan 2027 2035
Bulgaria Sofia 2051 2082
Burkina Faso Ouagadougou 2036 2053
Burundi Bujumbura 2035 2049
Cambodia Phnom Penh 2043 2068
Cameroon Yaounde 2025 2032
Canada Ottawa 2047 2072
Canada Toronto 2049 2074
Canada Montreal 2046 2072
Canada Vancouver 2056 2083
Cape Verde Praia 2042 2066
Central African Republic Bangui 2028 2036
Chad N’Djamena 2045 2075
Chile Santiago 2043 2071
China Beijing 2046 2078
China Shanghai 2045 2070
China Tianjin 2050 2080
China Guangzhou 2046 2072
China Shenzhen 2043 2065
China Dongguan 2044 2071
China Hong Kong 2043 2065
China Wuhan 2045 2070
China Chongqing 2046 2075
China Shenyang 2048 2080
Colombia Bogota 2033 2047
Comoros Moroni 2031 2048
Costa Rica San Jose 2037 2058
Cote d’Ivoire Abidjan 2026 2034
Cote d’Ivoire Abidjan 2026 2034
Croatia Zagreb 2053 2085
Cuba Havana 2031 2045
Cyprus Nicosia 2039 2059
Czech Republic Prague 2056 2085
Denmark Copenhagen 2060 2089
Djibouti Djibouti 2034 2048
Dominica Roseau 2034 2048
Dominican Republic Santo Domingo 2026 2033
DR Congo Kinshasa 2028 2038
Ecuador Quito 2034 2050
Egypt Cairo 2036 2057
Egypt Alexandria 2036 2054
El Salvador San Salvador 2033 2049
Equatorial Guinea Malabo 2024 2030
Eritrea Asmara 2035 2053
Estonia Tallinn 2065 2091
Ethiopia Addis Ababa 2036 2054
Fiji Suva 2038 2065
Finland Helsinki 2063 2091
France Paris 2054 2084
Gabon Libreville 2024 2028
Georgia Tbilisi 2046 2077
Germany Berlin 2061 2090
Ghana Accra 2027 2034
Greece Athens 2041 2064
Grenada St. George’s 2032 2042
Guatemala Guatemala City 2038 2054
Guinea Conakry 2027 2036
Guinea-Bissau Bissau 2032 2045
Guyana Georgetown 2029 2039
Haiti Port-au-Prince 2025 2030
Honduras Tegucigalpa 2040 2055
Hungary Budapest 2056 2085
Iceland Reykjavik 2066 2084
India Mumbai 2034 2051
India Bangalore 2046 2069
India Hyderabad 2057 2085
India Ahmedabad 2046 2075
India Chennai 2034 2052
India Kolkata 2053 2081
India Surat 2045 2066
India Pune 2037 2055
India Jaipur 2045 2074
India New Delhi 2050 2081
Indonesia Jakarta 2029 2042
Indonesia Manokwari 2020 2025
Iran Tehran 2045 2068
Iraq Baghdad 2036 2055
Ireland Dublin 2059 2083
Israel Jerusalem 2038 2061
Italy Rome 2044 2067
Italy Milan 2048 2073
Italy Naples 2044 2065
Jamaica Kingston 2023 2028
Japan Tokyo 2041 2067
Japan Yokohama 2041 2067
Japan Kyoto 2040 2065
Jordan Amman 2040 2063
Kazakhstan Astana 2058 2091
Kazakhstan Almaty 2047 2075
Kenya Nairobi 2036 2058
Kiribati Tarawa 2049 2074
Kuwait Kuwait City 2036 2054
Kyrgyzstan Bishkek 2048 2077
Laos Vientiane 2056 2085
Latvia Riga 2064 2091
Lebanon Beirut 2040 2063
Lesotho Maseru 2038 2057
Liberia Monrovia 2025 2032
Libya Tripoli 2038 2059
Liechtenstein Vaduz 2051 2076
Lithuania Vilnius 2067 2091
Luxembourg Luxembourg City 2056 2083
Macedonia Skopje 2049 2080
Madagascar Antananarivo 2032 2047
Malawi Lilongwe 2036 2053
Malaysia Kuala Lumpur 2029 2039
Maldives Male 2025 2027
Mali Bamako 2034 2051
Malta Valletta 2038 2054
Marshall Islands Majuro 2027 2036
Mauritania Nouakchott 2040 2069
Mauritius Port Louis 2037 2059
Mexico Mexico City 2031 2050
Micronesia Palikir 2024 2031
Moldova Chisinau 2058 2092
Monaco Monaco 2044 2066
Mongolia Ulan Bator 2054 2087
Montenegro Podgorica 2048 2075
Morocco Casablanca 2048 2080
Morocco Rabat 2046 2076
Mozambique Maputo 2038 2060
Myanmar Yangon 2036 2055
Myanmar Mandalay 2045 2072
Myanmar Yangon 2036 2055
Myanmar Naypyidaw 2041 2069
Namibia Windhoek 2044 2067
Nepal Kathmandu 2041 2063
Netherlands Amsterdam 2058 2086
New Zealand Wellington 2041 2070
Nicaragua Managua 2037 2052
Niger Niamey 2039 2060
Nigeria Lagos 2029 2043
Nigeria Abuja 2034 2047
North Korea Pyongyang 2042 2068
Norway Oslo 2061 2088
Oman Muscat 2032 2049
Pakistan Karachi 2035 2055
Pakistan Lahore 2049 2073
Pakistan Islamabad 2042 2064
Palau Ngerulmud 2023 2025
Panama Panama City 2031 2045
Papua New Guinea Port Moresby 2033 2043
Paraguay Asuncion 2059 2086
Peru Lima 2038 2057
Peru Lima 2038 2057
Philippines Manila 2038 2055
Poland Warsaw 2063 2090
Portugal Lisbon 2052 2084
Qatar Doha 2033 2052
Republic of the Congo Brazzaville 2028 2038
Romania Bucharest 2054 2085
Russia Moscow 2063 2092
Russia Saint Petersburg 2064 2093
Rwanda Kigali 2031 2042
Saint Kitts and Nevis Basseterre 2033 2047
Saint Lucia Castries 2034 2047
Saint Vincent and the Grenadines Kingstown 2033 2046
Samoa Apia 2028 2039
San Marino San Marino 2047 2072
Sao Tome and Principe Sao Tome 2025 2028
Saudi Arabia Riyadh 2032 2050
Saudi Arabia Jeddah 2034 2050
Senegal Dakar 2044 2073
Serbia Belgrade 2054 2081
Seychelles Victoria 2027 2039
Sierra Leone Freetown 2028 2037
Singapore Singapore 2028 2037
Slovakia Bratislava 2055 2082
Slovenia Ljubljana 2051 2075
Solomon Islands Honiara 2024 2026
Somalia Mogadishu 2030 2040
South Africa Pretoria 2043 2068
South Africa Johannesburg 2043 2068
South Africa Cape Town 2038 2060
South Africa Durban 2035 2053
South Africa Bloemfontein 2043 2067
South Korea Seoul 2042 2067
South Korea Busan 2044 2068
South Sudan Juba 2041 2056
Spain Madrid 2046 2076
Spain Barcelona 2043 2065
Sri Lanka Colombo 2029 2037
Sudan Khartoum 2038 2062
Suriname Paramaribo 2028 2040
Swaziland Mbabane 2041 2067
Sweden Stockholm 2060 2089
Switzerland Bern 2050 2080
Switzerland Zurich 2050 2077
Switzerland Geneva 2048 2076
Syria Damascus 2041 2068
Taiwan Taipei 2042 2066
Tajikistan Dushanbe 2045 2071
Tanzania Dodoma 2040 2063
Tanzania Dar es Salaam 2034 2053
Thailand Bangkok 2046 2070
The Gambia Banjul 2037 2062
Timor-Leste Dili 2030 2040
Togo Lome 2031 2046
Tonga Nukualofa 2043 2075
Trinidad and Tobago Port of Spain 2032 2044
Tunisia Tunis 2038 2060
Turkey Istanbul 2046 2075
Turkey Ankara 2047 2080
Turkmenistan Ashgabat 2046 2072
Tuvalu Funafuti 2029 2040
Uganda Kampala 2047 2064
UK London 2056 2088
Ukraine Kiev 2063 2090
United Arab Emirates Abu Dhabi 2033 2047
Uruguay Montevideo 2056 2084
USA Orlando 2046 2074
USA New York City 2047 2072
USA Washington DC 2047 2071
USA San Francisco 2049 2074
USA Anchorage 2071 2095
USA Honolulu 2043 2067
USA Los Angeles 2048 2079
USA Chicago 2052 2081
USA Houston 2050 2081
USA Philadelphia 2047 2072
USA Phoenix 2043 2073
USA San Diego 2046 2075
USA Dallas 2063 2093
USA Austin 2058 2090
USA Detroit 2051 2076
USA Seattle 2055 2082
USA Denver 2048 2079
Uzbekistan Tashkent 2046 2072
Vanuatu Port Vila 2038 2065
Venezuela Caracas 2034 2052
Vietnam Ho Chi Minh City 2039 2062
Vietnam Hanoi 2055 2085
Yemen Sanaa 2039 2060
Zambia Lusaka 2041 2067
Zimbabwe Harare 2044 2070

Por: Fabiano Ávila
Fonte: Instituto CarbonoBrasil

 

Deixe um comentário