Entomologia para todos: Inpa debate estudos com insetos na Amazônia

A quinta edição do Puxirum Entomológico, que começou nesta segunda-feira (4), reúne estudantes e pesquisadores. O evento conta com debates, apresentação de trabalhos dos alunos e o concurso de fotografia.

A Entomologia (estudo dos insetos) será a pauta principal durante três dias da quinta edição do Puxirum Entomológico. A abertura do evento ocorreu na manhã desta quarta-feira (4), no Auditório da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), e tem a finalidade de promover discussões sobre entomologia na região.

Até a próxima quarta-feira (6) pesquisadores e estudantes de graduação na área irão debater os principais avanços e desafios da entomologia na Amazônia. De acordo com a organizadora do evento, a pesquisadora do Inpa Ruth Keppler, o evento também colabora para um intercâmbio entre pesquisadores.

“Nossa intenção é trazer o debate. Os insetos possuem uma relação com a sociedade, por exemplo, as abelhas. Vamos reunir estudantes e pesquisadores e trazer informações do que tem sido feito com insetos aqui na Amazônia”, disse Keppler.

Durante o evento serão ministrados dois minicursos práticos, um referente a técnicas de coletas de insetos e outro sobre entomologia forense, além de palestras, mesas-redondas, mesas de discussão. Haverá ainda apresentações de trabalhos dos alunos e o concurso de fotografia está aberto ao público.

Nesta segunda-feira, foco principal dos debates foi a entomologia médica com uma mesa redonda formada pelo pesquisador do Inpa Wanderli Tadei, na área de malária e dengue, e os pesquisadores Jansen Medeiros e Ricardo Passos. Também houve um debate sobre insetos na alimentação com o pesquisador Eraldo Medeiros, da Universidade Estadual de Feira de Santana (BA), Victor Py-Daniel e Beatriz Ronchi Teles, esses últimos do Inpa.

Teles, que na solenidade de abertura representou a direção do Inpa, destacou a importância do encontro. “Esse evento é importante, pois, além dos debates, reúne muitos egressos da nossa pós-graduação (do Inpa). O quinto Puxirum Entomológico é um marco do nosso programa de Pós-Graduação de Entomologia”, ressaltou.

Para a presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Maria Olívia, que esteve presente na abertura, os debates colaboram para novas pesquisas. “O evento científico sempre proporciona a possibilidade de intercâmbio e debate. É isso o que eu vejo aqui, na pauta deste evento, a entomologia forense e a Etnoentomologia. Sendo assim, o Estado cumpre seu papel de intercâmbio de ideias e o evento divulga para sociedade o que tem sido feito”.

Puxirum

Puxirum é uma palavra nheengatu, língua falada no Brasil colonial resultante da mistura entre o tupi, o português e o espanhol, que significa reunião de esforços em prol de um objetivo comum. Consulte programação completa aqui.

Fonte: Inpa

Deixe um comentário