Violência contra mulher envolve três personalidades do PT no Acre

Os assessores Dimas, Aline e Carioca

A cena política no Acre foi sacudida neste domingo (19) por um caso de violência contra mulher envolvendo três personalidades do PT que fazem parte do governo estadual e da prefeitura de Rio Branco, onde ocupam cargos como assessores especiais.

O secretário-executivo da Secretaria de Direitos Humanos do Acre (Sejudh), Dimas Sandas, teria espancado a ex-mulher, Aline Braga, assessora especial da prefeitura de Rio Branco, após descobrir que ela se relacionava com o assessor especial do governo, Francisco “Carioca” Nepomuceno.

Além da suposta agressão à mulher, Sandas causou danos no carro dela, uma Mitsubishi Pajero, cujos vidros foram quebrados. O escândalo começou a se tornar público a partir das redes sociais do Acre.

Aline Braga e Dimas Sandas foram candidatos a vereadores de Rio Branco em 2012. Ambos não foram eleitos, mas assumiram cargos de destaque na prefeitura e no governo estadual, comandado há 15 anos pelo PT.

Solteiro, Francisco “Carioca” Nepomuceno é o principal articulador político do governador Tião Viana e por isso é considerado um dos homens mais influentes no Estado.

Após a suposta agressão, Aline Braga registrou queixa na Delegacia da Mulher. O subsecretário estaria foragido para não ser preso com base na Lei Maria da Penha, mas as informações são desencontradas.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Polícia Civil evitou prestar informações sobre o escândalo, enquanto a Delegacia da Mulher informou que o boletim de ocorrência não está mais sob sua tutela e já havia sido encaminhado para a cúpula da secretaria.

Procurada pela reportagem, a secretária adjunta de comunicação do governo do Acre, Andréa Zílio, disse que o secretário de Direitos Humanos, Nilson Mourão, tomou conhecimento do caso e prometeu “tomar as providências cabíveis”.

– Quanto aos meandros da vida pessoal de cada um, não adentramos no mérito, mas, a partir do momento que haja situação criminal, o servidor, que ocupa o cargo de secretário executivo da Sejudh, será afastado da função até que todo esse problema seja devidamente esclarecido – acrescentou a assessora do governador.

Em 2012, durante a campanha eleitoral, Francisco “Carioca” Nepomuceno manifestou apoio ao casal de candidatos Aline Braga e Dimas Sandas. Num dos vídeos, ainda disponível na web, “Carioca” conta que conheceu Dimas militando na juventude do PT.

– Ele sempre me impressionou porque, mesmo sendo um jovem negro, de família pobre, que tem tem uma origem social marcada pela adversidade, é uma pessoa que nunca baixou a cabeça.

Carioca se referiu à Aline, também durante a campanha eleitoral, como “mulher nova, arrojada e competente”.

– Aline personifica aquilo que nós chamamos no PT de pacto de geração. É uma mulher jovem, bonita, inteligente, militante e que tem sede de cidadania.

A reportagem não conseguiu localizar o trio via telefone.

Por: Altino Machado
Fonte: Terra Magazine/ Blog da Amazônia 

Deixe um comentário