Waldez (PDT) e Camilo (PSB) disputarão 2º turno pelo governo do Amapá

Waldez Góes (PDT) e o atual governador do Amapá, Camilo Capiberibe (PSB), vão disputar o segundo turno das eleições para o governo do Estado, segundo resultados do primeiro turno divulgados neste domingo (5).

Capiberibe (esq.) E Waldez (dir.) Disputarão o segundo turno para governador do Amapá

Apesar do favoritismo de Waldez, candidato apoiado por José Sarney (PMDB), Capiberibe conseguiu anular nas urnas o alto índice de rejeição da sua administração (60%) apontado pelas pesquisas eleitorais. Segundo pesquisa Ibope, 46% dos eleitores disseram que não votariam de forma alguma no atual governador. Já Waldez obteve 24% no mesmo quesito.

Campanhas

A declaração de Capiberibe no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostra que ele deverá gastar até R$ 6,8 milhões na campanha. Na declaração de bens, Capiberibe soma R$ 277.812,68 — uma poupança de R$ 211.755,47 e outra de R$ 31.057,21, além de duas propriedades de terra.

Waldez informou ao TSE que os gastos da campanha dele devem ser de até R$ 4,9 milhões. Ele declarou que possui apenas uma casa localizada em Macapá no valor de R$ 15 mil.

Waldez é o candidato apoiado pelo senador José Sarney, que não concorre a nenhum cargo político e desistiu de tentar reeleição. Figura histórica na política brasileira, Sarney dedicou quase seis décadas de seus 84 anos à vida pública. Em junho deste ano, ele declarou que abandonaria a política para se dedicar à família.

Biografias

Antônio Waldez Góes da Silva nasceu em 1961 no Pará. Ele iniciou na política em 1994. Naquele ano, ele foi eleito deputado estadual pelo Amapá. Foi eleito governador em 2002, sendo reeleito logo a seguir em 2006. Quatro anos depois tentou uma vaga ao Senado, mas não conseguiu se eleger.

Fonte: UOL Notícias

Deixe um comentário