Exército vai enviar militares para ajudar população atingida pela cheia no Acre

Tropas do Exército vão atuar no apoio logístico à população do Acre que sofre com as enchentes causadas pela cheia do Rio Acre.  O anúncio foi feito ontem (4) pelo Ministério da Defesa.  Terça-feira (3), o governador Tião Viana pediu ajuda ao ministro da Defesa, Jaques Wagner, que está na Região Norte tratando de assuntos do ministério.

De imediato, serão enviados a Rio Branco 300 militares. Eles vão se somar aos 350 homens da força que estão na região desde que a capital acriana começou a sofrer os efeitos da enchente. O Exército anunciou que está enviando ao estado 30 embarcações provenientes de Humaitá, no Amazonas.

Além dos transportes providenciados pelo Poder Público, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros apelam para que proprietários de barcos e caminhões disponibilizem esses equipamentos para ajudar no socorro aos desabrigados. Dados anunciados hoje pela prefeitura de Rio Branco indicam que 87 mil pessoas foram afetadas pela cheia e que mais de 5 mil pessoas estão em abrigos.

As chuvas começaram a se intensificar em Rio Branco no dia 22 de fevereiro, quando o Rio Acre, que corta a cidade, transbordou. No dia seguinte, o rio atingiu a marca de 14,60 metros de profundidade. Nesta quarta-feira, às 9h, o rio atingia a marca de 18,34 metros. Com três pontes interditadas, a população sofre ainda com dificuldades de deslocamento e com o desabastecimento de água e energia.

Segundo o Ministério da Defesa, a assistência às vítimas da cheia está sendo feita por equipes compostas pelos órgãos municipais e estaduais responsáveis pelo monitoramento das águas. Em caso de necessidade de remoção de pessoas das áreas alagadas, a população deve entrar em contato com o Corpo de Bombeiros, pelo telefone pelo telefone 193. A corporação tem equipes qualificadas para o deslocamento seguro.

Por: Aline Leal
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Aécio Amado 

Deixe um comentário