Diretores da OTCA se reúnem no Inpa em busca de apoio para estruturação do Sistema de Informação Integrado Amazônico

“A ideia é trocar informações e realizar ações conjuntas e desenvolver um trabalho regional para toda a Amazônia, principalmente, na área da biodiversidade”, disse o coordenador de Ciência, Tecnologia e Educação da OTCA, Germán Gomez

Buscar apoio e mostrar os avanços na estruturação do Sistema de Informação Integrado Amazônico do projeto Gerenciamento Integrado e Sustentável dos Recursos Hídricos Transfronteiriços na Bacia do Rio Amazonas (GEF-Amazonas). Estes foram os objetivos da reunião, que os diretores da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) mantiveram, nessa quarta-feira (8), na sede do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), com o diretor do instituto, o pesquisador Luiz Renato de França, juntamente com o Instituto de Investigación de la Amazonia Peruana (IIAP) e o Instituto Amazonico de Investigaciones Cientificas Sinchi (da Colômbia).

De acordo com o diretor do Inpa, a partir das discussões da reunião, os diretores da OTCA recolherão dados, que serão levados para a próxima reunião dessa organização intergovernamental, no dia 22, no Suriname, como forma de contribuir para a construção de um Sistema de Informação Integrado Amazônico, e que servirá de base para a implementação da proposta de um Observatório Regional Amazônico. “É um privilégio sediar uma reunião tão importante da OTCA e que se traduz num evento catalisador que beneficiará a Amazônia com um todo”, disse França.

Para Germán Gomez, espera-se o apoio do Inpa, do IIAP e do Sinchi para ajudar a OTCA a estruturar o Sistema de Informação Amazônico e estabelecer uma sinergia de trabalho conjunto com estes institutos de pesquisas. “A ideia é trocar informações e realizar ações conjuntas e desenvolver um trabalho regional para toda a Amazônia, principalmente, na área da biodiversidade”, disse Gomez.

O Sistema de Informação Integrado Amazônico vem sendo construído com apoio do IIAP. O Sistema consiste em uma plataforma que integra e permite o acesso a bancos de dados e sistemas de informações existentes nos países amazônicos integrantes da OTCA (Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, peru, Suriname e Venezuela), possibilitando a consolidação de informações regionais. Além disso, o sistema coletará as informações de pesquisas para a geração de conhecimentos sobre as riquezas naturais e a biodiversidade da Amazônia para o desenvolvimento viável e sustentável da região.

A OTCA e a coordenação do projeto GEF-Amazonas vêm trabalhando para a implementação do Sistema de Informação Integrado a fim de constituir-se em uma ferramenta de trabalho que facilite as atividades do Observatório Regional Amazônico.

O GEF-Amazonas é um projeto financiado com recursos do Global Environment Facilicy executado por oito países: Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname, Venezuela, sendo que, no Brasil, essa incumbência está a cargo da Agência Nacional de Águas (ANA). Segundo Maria Apostolova, o objetivo do GEF-Amazonas é fortalecer o marco institucional para planejar e executar, de uma maneira coordenada, atividades de proteção e gerenciamento sustentável de solo e dos recursos hídricos na Bacia do Rio Amazonas.

O vice-coordenador da Coae/Inpa, José Laurindo dos Santos, explica os diretores da OTCA vieram buscar apoio institucional do Instituto e se certificarem de que o Sistema de Informação Integrado Amazônico se adequa aos parceiros que integram a OTCA. Ele garante que o Inpa se adequa ao sistema que vem sendo construído. “O Inpa está plenamente adequado a este sistema, porque as soluções do Instituto são de maior vanguarda do que foi proposto pelo projeto”, afirma Santos.

Segundo Santos, o Inpa detém uma infraestrutura computacional para pesquisa na Amazônia de melhor desempenho e com uma tecnologia de ponta com uma rede de última geração. Além disso, possui uma excelente equipe técnica e atende cerca de 2.500 usuários. O Inpa também realiza uma integração de sistemas com vários organismos internacionais em tempo real e apoia os núcleos de pesquisas em outros Estados. “E as soluções tecnológicas e de desenvolvimentos de pesquisas que o Inpa desenvolve está em nível mundial”, garante Santos.

Estiveram presentes na reunião, o diretor executivo da OTCA, Mauricio Dorfler; o presidente do IIAP, Keneth Reategui; o assessor da presidência do Sinchi, Marco Erlech; o coordenador do Programa de Sustenbilidader e Bioinformática/Sinchi, Uriel Murcia; o diretor de Bioinformação da OTCA, Isaac Ocampo; o coordenador de Ciência, Tecnologia e Educação, da OTCA, Germán Gomez; e a coordenadora do Projeto de Gestão de Recursos Hídricos da Amazônia, Maria Apostolova.

Também participaram da reunião, além do diretor do Inpa, Luiz Renato de França; o vice-diretor, Luis Antonio de Oliveira; o coordenador de Cooperação e Intercâmbio (Coci), Luis Basílio; o vice-coordenador de Ações Estratégicas (Coae), José Laurindo dos Santos; a coordenadora de Pesquisas e Acompanhamento das Atividades Finalísticas (CPAF), Hilânida Cunha; o coordenador de Tecnologia da Informação (CTIN), Ricardo Luis Rocha; e o chefe de gabinete, Sergio Guimarães.

Por: Luciete Pedrosa
Fonte: INPA 

Deixe um comentário