Índios Yanomami fazem manifestação pacífica em frente à Sesai em Roraima

Indígenas ocupam frente da Sesai (Foto: Inaê Brandão/G1 RR)
Indígenas ocupam frente da Sesai (Foto: Inaê Brandão/G1 RR)

Cerca de 15 índios de etnia Yanomami ocuparam na manhã desta quarta-feira (14) a entrada do prédio da Secretaria Especial do Índio (Sesai), onde funciona o Distrito Especial de Saúde Indígena Yanomami (Dsei-Y). Segundo Beto Goes presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena Yanomami e Ye’kuana (CONDISI), a nomeação de um novo conselheiro para o Dsei-Y não agradou lideranças indígenas, pois ocorreu ‘sem diálogo’.
“O conselho resolveu fazer essa manifestação para o governo e para o parlamentar que fez a indicação ver que somos contra a nomeação [de Robson Rodrigues Mangueira] que saiu ontem, porque ninguém foi consultado, ninguém foi ouvido”, afirmou Beto.
Ele destacou que a posição do CONDISI não é contra o nome de Robson, mas sim contra a forma como a nomeação foi feita. “Se vai haver mudança na coordenação do distrito, tem que haver diálogo. Precisamos sentar com as autoridades não-indígenas e conversar”.
A manifestação deve ocorrer de forma pacífica ate o final do dia. Os trabalhos no prédio da Sesai não foram interrompidos.
“Essa manifestação é pacífica. Não vai paralisar nada, até porque estamos preocupados com os parentes que estão nas aldeias. Temos profissionais entrando e saindo nas áreas, então ninguém vai interferir em nada. Só queremos mostrar para o governo que não é dessa forma que a saúde indígena vai melhorar”, declarou o presidente do CONDISI.

Os indígenas também reclamam pois dizem que a nomeação foi política. “Houve a indicação política partidária e nós somos contra. Houve a nomeação sem consulta prévia e isso é contra a lei”.
Conforme o vice-presidente da Hutukara Associação Yanomami, Maurício Yekuana, a associação ainda não foi procurada para conversar, mas os representantes da Hutukara devem viajar para Brasília ainda nesta quarta para conversar com o ministro da saúde.
Entendo as reivindicações e estou aberto ao diálogo, diz Robson
O novo coordenador do Dsei-Y afirmou ao G1 que entende os motivos da reclamação dos indígenas e que está aberto ao diálogo. “Eu ainda não tomei nenhum passo por respeito a manifestação. Estou aguardando que haja um convite das lideranças indígenas e a medida que os vários grupos forem me chamando para conversar, eu vou conversar”, garantiu Rodrigues.
Robson ressaltou que sua nomeação deveria ter ocorrido após uma consulta. “Quero deixar claro que eu compreendo a importância do que eles estão fazendo e eles tem razão nos pontos que colocam. A consulta aos indígenas deveria ter ocorrido e deve ocorrer ainda”.

Por fim, Robson destacou que a mudança na coordenação do Dsei-Y partiu dos indígenas e que ele possui qualificação e experiência para desenvolver o trabalho. “Tenho especialização em saúde pública, já fui secretário de saúde e já trabalhei com os indígenas muito tempo no Distrito Leste. Através desse perfil técnico é que me foi feito o convite”.
O que o Ministério da Saúde diz
Por meio de nota, o Ministério da Saúde informou que o novo coordenador do Distrito Especial de Saúde Indígena Yanomami, Robson Rodrigues Mangueira, foi nomeado ao cargo devido à sua larga experiência em gestão de sistemas de saúde e sua trajetória como presidente do Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde de Roraima, Secretário Municipal de Saúde de Pacaraima e membro do Conselho Distrital de Saúde Indígena do DSEI Leste Roraima, entre outras funções voltadas à área.

Fonte: G1 Roraima
Por: Inaê Brandão

Deixe um comentário