Randolfe Rodrigues denuncia que construção de hidrelétricas provoca desastre ambiental no Amapá

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) denunciou o que avalia ser o maior desastre ambiental do Amapá, provocado pela instalação de 3 hidrelétricas no curso do rio Araguari.

O senador explicou que as hidrelétricas foram construídas sob o argumento de que gerariam desenvolvimento no estado. Mas o que aconteceu, segundo ele, foi, além da morte de peixes, o aumento da tarifa de energia elétrica, o deslocamento do fenômeno da pororoca, e o alagamento parcial de uma parte dos municípios de Porto Grande e Ferreira Gomes.

– Além do desastre ambiental, o mau cheiro dos peixes mortos ocasiona a presença de urubus, que são constantes na orla de Ferreira Gomes. Isto afasta o turismo que era uma das atividades principais daquele município. Os pescadores são os mais atingidos diretamente e os efeitos secundários repercutem em toda a economia local das comunidades de Ferreira Gomes, Porto Grande, e de todos os municípios à margem do rio .

O senador Randolfe Rodrigues pediu que as comissões de desenvolvimento regional e de meio ambiente realizem audiência pública com as comunidades envolvidas na questão e cobrou rigor do ministério público com as empresas responsáveis pela construção das usinas hidrelétricas.

Ele questionou, ainda, projeto que tramita no senado que estabelece rito sumário de licenciamento ambiental em obras estratégicas, como rodovia, ferrovia, portos, aeroportos e empreendimentos de energia.

Se houver simplificação do processo de licenciamento ambiental, advertiu o senador, a situação pode piorar ainda mais.

Fonte: Agência Senado

Deixe um comentário