Armados com pedaços de madeira, índios ocupam prédio em Roraima

Servidores foram proibidos de entrar no Dsei-Leste nesta segunda (15). Indígenas estão com pedaços de madeira e não quiseram dar entrevista.

Servidores foram impedidos de entrar no prédio do Dsei-Leste (Foto: Inaê Brandão/G1 RR)
Servidores foram impedidos de entrar no prédio do Dsei-Leste (Foto: Inaê Brandão/G1 RR)

Um grupo de indígenas ocupou nesta segunda-feira (15) a sede do Distrito Especial de Saúde Indígena do Leste de Roraima (Dsei-Leste) em Boa Vista. Os servidores do local alegam que foram impedidos de entrar no prédio para trabalhar e, segundo eles, um funcionário chegou a ser ameaçado com pedaços de madeira. Os manifestantes não quiseram dar entrevista.

O servidor administrativo do Dsei-Leste, Raimundo Reis, contou que ao chegar para trabalhar se deparou com os índios ocupando o prédio e foi impedido de entrar. Ainda segundo ele, outros servidores que preferiram não se identificar também foram deixados do lado de fora do local de trabalho, os manifestantes exigem a saída do coordenador do distrito, Joseilson Câmara.

“Eles estão há quase 40 dias fazendo manifestação. Sexta-feira [12] eles humilharam os servidores e agora humilharam de novo. Ameaçaram o chefe do RH [Recursos Humanos] com um pedaço de ‘pau'”, relatou um servidor.

Outro servidor, que preferiu não se identificar, afirmou que não conseguiu conversar com os manifestantes. Ele disse ainda que a ocupação irá prejudicar a prestação de serviços às próprias comunidades indígenas do estado.

A reportagem tentou conversar com os manifestantes, mas ninguém quis dar entrevista. Um dos indígenas estava controlando o portão principal do prédio e ao ser questionado pelo G1 sobre a ocupação, se limitou a dizer “não tem negociação”.

Ao G1, o Ministério da Saúde informou que o coordenador do Dsei-Leste, Joseilton Câmara, está em Brasília para participar de uma reunião com o ministro da Saúde e posteriormente deve se pronunciar sobre a situação.

Fonte: G1

Deixe um comentário