Incêndio destrói área do Parque do Viruá

Equipe de 60 combatentes está na região trabalhando para tentar controlar as chamas que avançam há pelo menos cinco dias

Um grande incêndio está destruindo o Parque Nacional do Viruá, localizado no Município de Caracaraí, a Centro-Sul de Roraima. Segundo o coordenador do Centro Especializado de Prevenção e Combate aos Incêndios e Florestas de Roraima (Prevfogo), do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Joaquim Parimé Lima, uma equipe de aproximadamente 60 homens está no local trabalhando para tentar controlar as chamas que avançam há pelo menos cinco dias.

Ele explicou que a ação de combate ao fogo está sendo feita por 40 pessoas do PrevFogo e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), com apoio de 20 homens do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro. “Já foram feitos mais de 12 quilômetros de linha de acero com máquinas agrícolas, que é realizado paralelo ao fogo, o chamado contrafogo para tentar controlar a cabeça do incêndio. A previsão é fechar a área nesta quinta ou sexta-feira”, afirmou.

Essa ação está sendo feita na parte norte do parque para salvar as áreas de maior expressão ambiental. “Mas podemos afirmar que é um grande prejuízo ambiental”, disse ao ressaltar que o clima seco, devido à forte estiagem que atinge todo o Estado, pode ter sido a causa principal para que o fogo se alastrasse tão rápido. Porém, informou que ainda não tem uma estatística de quantos quilômetros do parque foram destruídos. “Essa avaliação só será feita quando a equipe voltar do local”, frisou.

A ação está acontecendo com apoio de quatro aeronaves, sendo dois aviões do ICMBio, dois helicópteros, dez veículos de apoio, dois caminhões tanques e outros equipamentos de menor porte que são usados pelos brigadistas.

Combate ao incêndio está sob comando do ICMBio e PrevFogo

O subcomandante do Corpo de Bombeiros, coronel Francisco José Maia Fidelis, disse que a situação do incêndio do Parque Nacional do Viruá é preocupante, mas que está tendo a resposta dos órgãos envolvidos. Essa ação está sendo coordenada e gerenciada pelo ICMBio e o PrevFogo.

“Fornecemos 20 militares que chegaram do Rio de Janeiro para auxiliar neste combate. Eles conseguiram proteger uma área de interesse do ICMBio e estão fazendo o combate. Pelo que fomos informados, são cerca de 25 quilômetros de linha de fogo”, disse ao ressaltar que é um dano ambiental muito grande, em especial as várias espécies que vivem na região e os bombeiros estão tentando minimizar o dano ambiental.

São 200 mil hectares de área protegida

O Parque Nacional do Viruá tem uma extensão de aproximadamente 217 mil hectares e foi criado com o objetivo de preservar os ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica que ocorrem ao Sul de Roraima, permitindo também a realização de pesquisas científicas, o desenvolvimento de atividades de educação ambiental e de turismo ecológico. O parque está localizado em Caracaraí e desde 1998 protege mais de 200 mil hectares de um tipo de vegetação de transição entre a floresta densa e o lavrado.

O nome do parque vem do igarapé que nasce em seu interior. A área compreende uma vasta superfície praticamente plana, com predomínio de solos arenosos e mal drenados, com grande quantidade de lagoas. A área do parque abriga espécies características de ambientes alagados, como palmeiras buriti, açaí, jauari e outras como a bacaba e o inajá que ocorrem em áreas de igapó.

A fauna apresenta espécies migratórias de aves como o tuiuiú (chamado também de passarão, em Roraima) e a águia pescadora, aves de ambientes encharcados, como a garça-branca e a jaçanã, além de espécies ameaçadas de extinção, como a onça pintada, a suçuarana e a anta.

Por: Ribamar Rocha
Fonte: Folha de Boa Vista

 

Deixe um comentário