Acre compõe grupo de trabalho pelo desmatamento ilegal zero

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) instalou na sexta-feira, 22, o grupo de trabalho (GT) “Compromisso pelo Desmatamento Ilegal Zero”, composto por gestores de meio ambiente do Acre e de Mato Grosso.

O GT dará sequência ao compromisso assinado pela ministra Izabella Teixeira e pelos governadores do Acre, Tião Viana, e do Mato Grosso, Pedro Taques, de zerar o desmatamento ilegal em seus estados até 2020, durante o evento Diálogos do Brasil na 21ª Conferência das Partes das Nações Unidas para o Clima (COP 21).

A cerimônia de criação do grupo foi conduzida pelo ministro em exercício Carlos Klink e contou com a presença do secretário de Estado de Meio Ambiente do Acre, Edegard de Deus, do adjunto João Paulo Mastrangelo, da diretora-presidente do Instituto de Mudanças Climáticas do Acre (IMC), Magaly Medeiros, da diretora técnica do IMC, Vera Reis, e da representante do Estado em Brasília, Simone Montenegro.

O coletivo vai atuar diretamente na implementação de políticas públicas na Amazônia brasileira que visem a eliminação do desmatamento ilegal e a compensação pelas emissões de gases de efeito estufa, provenientes da supressão legal de vegetação, até 2030, resultando no aumento de estoques de carbono por meio do reflorestamento e da restauração florestal.

Edegard de Deus observa a importância do GT. “Estamos iniciando um processo importante para consolidar o uso sustentável das nossas florestas, a ocupação ordenada das nossas áreas abertas, com a produção sustentável que vai permitir que possamos reduzir o desmatamento e avançar na geração de rendas das famílias acreanas”, enfatizou.

Segundo o ministro interino do MMA o Brasil continuará atuando contra a derrubada ilegal de florestas, inclusive após 2020. “Queremos trazer o novo e sofisticar o combate ao desmatamento, investindo em economia e regeneração florestal, sendo que o Código Florestal é o nosso carro-chefe.”

Klink apontou o Cadastro Ambiental Rural (CAR) como grande aliado no fornecimento de informações necessárias para o cumprimento das metas. O próximo passo do GT é a elaboração de um documento detalhado, enumerando os compromissos mútuos, sob a forma de planos de trabalho que permitam acompanhar a implementação das medidas acordadas na declaração do Compromisso pelo Desmatamento Ilegal Zero.

A próxima reunião do grupo está prevista para meados de maio.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Deixe um comentário