Pará registra treze focos de queimadas em apenas seis dias

Incêndios em florestas foram detectados em quatro municípios O Boletim de Monitoramento de Queimadas e Incêndios Florestais no Estado do Pará informa que no período entre os dias 4 e 10 deste mês, o Pará apresentou 13 focos de queima e incêndios em quatro municípios. As informações foram obtidas pelo Sistema de Queimadas/Incêndios do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O documento aponta que há riscos de fogo mais evidentes em cinco pequenas áreas, das quais três estão na região sudeste e duas na região sudoeste, classificadas na categoria de risco de incêndio florestal baixo. O município com maior registro de foco no período é Santana do Araguaia, no sudeste do Pará, com nove focos. Mesmo mínimas, as condições hoje são favoráveis para ocorrências de queimadas previstas para região sudoeste, na categoria baixo.

O boletim foi publicado, no último dia 11, pela Diretoria de Meteorologia e Hidrologia, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas/PA). Queimadas provocadas em florestas são consideradas crime ambiental.

Conforme consta no artigo 50 do Decreto Federal 6.514/2008 incorre em infração destruir ou danificar florestas ou qualquer tipo de vegetação nativa ou de espécies plantadas sem autorização ou licença da autoridade ambiental competente, resultando em multas a partir de R$ 5.000,00 por hectare. Também se enquadra nos incisos I e IV da Lei Estadual nº 5.887/1995 e está em consonância com artigo 70, parágrafo 1º da Lei de Crimes Ambientais (nº 9605/1998)

Fonte: O Liberal

Deixe um comentário