Evento discute gestão de crédito de carbono

Realizada na manhã de ontem, no auditório do Ministério Público do Estado (MP/RO), a primeira reunião aberta do Fórum e Comitê de Mudanças Climáticas de Porto Velho teve como objetivo o fomento da política ambiental e a gestão de novos recursos oriundos da venda de créditos de carbono.

O evento marcou a instalação de duas instâncias: o fórum – espaço amplo para a discussão e o comitê técnico de projetos relacionados ao crédito de carbono.

“São dois espaços que a lei municipal nº 2.273 prevê”, afirma Edjales Benício de Brito, secretário Municipal de Meio Ambiente (Sema).

Ponto de início

Para auxiliar esse marco legal foram realizados estudos que verificaram o potencial de arrecadação de crédito de carbono. O valor potencial estimado para Porto Velho é de R$ 14 milhões, segundo o levantamento. A instalação desses dois eixos temáticos são importantes pois tornam o mercado mais confiável com a presença de um ente federativo atuante.

Porto Velho é a cidade pioneira na região Norte a ter essa política de mudanças climáticas, serviços ambientais e biodiversidade e este evento consolida essas conquistas”, afirma Edjales.

Fonte: Diário da Amazônia

Deixe um comentário