Mais de 10 garimpos são interditados nos municípios de Ourilândia do Norte e Tucumã, no sudeste e sul do Pará. garimpo de ouro (Foto: Divulgação/Semas)
Mais de 10 garimpos são interditados nos municípios de Ourilândia do Norte e Tucumã, no sudeste e sul do Pará. garimpo de ouro (Foto: Divulgação/Semas)

 

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) realizou fiscalização em áreas de garimpo, nos municípios de Tucumã e de Ourilândia do Norte, no sul e sudeste do Pará. Foram 17 notificações, e 14 áreas interditadas, sendo 13 no município de Tucumã e uma em Ourilândia do Norte.

A Gerência de Fiscalização de Atividades Poluidoras e Degradadoras (Gerad) da Semas atuou sobre empreendimentos garimpeiros de ouro, que desenvolvem o serviço sem licença do órgão ambiental ou em desacordo com a lei na região.

A fiscalização foi realizada entre 12 e 23 de setembro, e coordenada pela equipe técnica da Semas, com apoio do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) e da Divisão Especializada em Meio Ambiente (Dema).

No município de Tucumã foram interditados garimpos clandestinos nas localidades de Cacauzal, Assentamento Nega Madalena, Fazenda Sapucaia, Chácara Serrinha, Garimpo Paxiubal, Fazenda Recanto das Laranjeiras, Garimpos Manelão e Manelão III, Fazenda São Jorge, Garimpo do Rubens e Sítio Tapajás. No município de Ourilândia do Norte foi realizado um interdito na Fazenda Serra Azul.

O agente de fiscalização José Augusto Mota, coordenador da equipe explicou que durante as fiscalizações foram verificadas cavas ocupando espaços variados no interior de fazendas. “Em muitas áreas exploradas e em exploração existem cavas entre 15 e 40 metros de profundidade e o diâmetro da área explorada entre 50 e 200 m”, afirma.

 Fonte: G1 Pará
Deixe um comentário