ICMBio debate criação de parque no Pará

Primeira consulta pública será dia 23, em Parauapebas, e a segunda dia 24, em Canaã de Carajás.  Proposta é implantar o Parque Nacional Campos Ferruginosos de Carajás

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) promove nos dias 23 e 24 deste mês consultas públicas para discutir a proposta de criação do Parque Nacional Campos Ferruginosos de Carajás, nos municípios de Canaã dos Carajás e Parauapebas, no mosaico de áreas protegidas na região sudeste do Pará.

Pela proposta, o parque terá área de cerca de 80 mil hectares formada por dois platôs ferruginosos: o primeiro denominado “Serra da Bocaina”, também conhecida por “Serra do Rabo”, localizado entre a PA 160 e o Rio Parauapebas; e o segundo chamado de “Serra do Tarzan”, próximo aos projetos Sossego e 118, que fazem parte da Floresta Nacional de Carajás.

. Leia a cartilha e confira os estudos sobre a proposta de criação do Parque Nacional Campos Ferruginosos de Carajás

No dia 23, a audiência pública será em em Parauapebas, a partir das 18h, na Câmara Municipal (Avenida F, Quadra 33, Lote Especial, Beira Rio II) e, no dia 24, em Canaã de Carajás, a partir das 18h, também na Câmara Municipal (Rua Tancredo Neves nº 4, Centro).

Para participar das audiências, estão sendo convidados integrantes de órgãos ambientais, entidades públicas federais, estaduais e municipais, organizações não governamentais, proprietários de terras e representantes dos setores produtivos, além da comunidade em geral.

Serviço:

Dúvidas devem ser enviadas para o e-mail para consultapublica@icmbio.gov.br ou por correspondência para o endereço: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Diretoria de Criação e Manejo de Unidades de Conservação (Diman), Coordenação de Criação de Unidades de Conservação (Ccuc), EQSW 103/104, Bloco D, Complexo Administrativo, Setor Sudoeste, Brasília/ DF, CEP 70.670-350.

Fonte: ICMBio

Deixe um comentário

2 comentários em “ICMBio debate criação de parque no Pará

  • 23 de novembro de 2016 em 14:32
    Permalink

    Saulo,
    Obrigado pelo apoio, tenha a certeza que todos os servidores farão o máximo para cumprir sua missão, primeira, que é “Proteger e conservar” a rica biodiversidade desta nova Unidade de Conservação.
    Em tempo: tenho certeza que seremos bons vizinhos.

  • 15 de novembro de 2016 em 23:14
    Permalink

    Estou muito feliz em ter um parque bem ao lado de minha propriedade,pois este futuro parque e concedido de uma grande quantidade de nacentes de água e Morada de vários animais,fico triste em ver em épocas de seca o fogo destruído grande parte destas riquezas.

Fechado para comentários.