Sete estados amazônicos pedem adesão ao programa de parceria em saneamento

Dezoito estados, sete deles da região amazônica, manifestaram ao BNDES interesse em parcerias com a iniciativa privada para investimentos em saneamento básico. Eles devem aderir ao PPI – Programa de Parcerias de Investimento.

O banco vai atuar como escritório de projetos dos governos estaduais, contratando consultorias para o diagnóstico da situação de cada local. O BNDES deve oferecer apoio desde a prospecção de investidores até a realização do leilão de concessão ou outra forma de parceria com a iniciativa privada.

Os estados da Amazônia que aderiram ao programa são: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Pará, Rondônia e Tocantins.

A política de financiamento para o setor permite custear até 80% do projeto com taxa de juros de longo prazo, com limite de até 20 anos.

Fonte: Radioagência Nacional

Deixe um comentário