Peixe acreano entra no cardápio de companhia aérea multinacional

Apresentação do prato com pirarucu servido pela Latam (Foto: reprodução “Vamos/Latam”)
Apresentação do prato com pirarucu servido pela Latam (Foto: reprodução “Vamos/Latam”)

“Pirarucu com molho caipira, minibatata-doce assada e cenoura baby”. É com essa descrição que a revista “Vamos” apresenta o peixe amazônico no novo cardápio da companhia aérea Latam.

O pescado de origem acreana é vendido pela Peixes da Amazônia S.A. para a LSG Sky Chefs, empresa multinacional fundada em 1942 e uma das maiores fornecedoras de refeições para diversas empresas aéreas.

Começando, há cinco meses, com uma remessa de 200 quilos de pescado, a partir do último pedido, a Peixes da Amazônia passou a fornecer 1.400 quilos por mês para a empresa. Além de levar o sabor do Norte a todo o país, essa comercialização confirma o potencial de mercado dos produtos acreanos.

“Fornecer para uma empresa desse porte requer um produto com muita qualidade sanitária e de sabor, pois vai para voos internacionais de forte exigência por parte dos clientes. Estar nessa companhia é uma grande vitrine para nosso produto. Além do preço bom de aquisição, ganhamos na valorização da marca. O pirarucu está se tornando o peixe dos grandes chefs”, afirma o diretor do complexo Peixes da Amazônia, Fábio Vaz.

Peixes da Amazônia

A indústria Peixes da Amazônia é gerida por um grupo de empresários, pela Central de Cooperativas de Piscicultores do Acre, a Acre Peixes. O governo do Estado, por meio da Agência de Negócios do Acre (Anac), também é acionista da empresa público-privada-comunitária.

Com apenas 14 meses de funcionamento, a empresa já produz um terço de sua capacidade diária, que é de 10 toneladas, ultrapassando atualmente três toneladas/dia de espécies como tambaqui, pirarucu e surubim.

“Conquistamos a confiança do consumidor com a qualidade do nosso produto, agora o grande desafio é aumentar a produção primária e garantir capital de giro para manter a frequência de entrega aos nossos clientes, de modo a gerar emprego e renda no estado”, afirma Inácio Moreira, presidente da Anac.

O grupo tem realizado entregas para mais de 20 importantes corporações no Brasil e recentemente está fornecendo, a cada 10 dias, 10 toneladas de pescado para Puerto Maldonado, no Peru.

Empreendimentos como Outback, Applebee’s, Vivenda do Camarão, Sociedade Hípica Paulista, Barbacoa, Pão de Açúcar e Extra, entre outros, estão atestando a qualidade do peixe produzido pelos piscicultores acreanos.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Deixe um comentário