Encontro discute gestão integrada no Amazonas

Indígenas, extrativistas e gestores debatem plano de trabalho e resolução de conflitos em terras indígenas e unidades de conservação

Começou nesta terça-feira (04/04) o Seminário Final de Gestão Integrada de Terras Indígenas e Unidades de Conservação no Sul do Amazonas, em Lábrea (AM). O encontro segue até quinta-feira (06).

O seminário é resultado de diálogo realizado durante todo o ano de 2016 no Curso Modular de Gestão Integrada, organizado pela ONG Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), com indígenas, extrativistas e gestores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Participaram do curso 30 pessoas, representando oito associações indígenas, sete extrativistas, três coordenações regionais da Fundação Nacional do Índio (Funai) e uma do ICMBio, dos municípios de Humaitá, Boca do Acre, Pauini e Lábrea. Durante o curso, foi elaborado um Plano de Ação de Gestão Integrada que será avaliado e aprovado na reunião.

A secretária de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável do Ministério do Meio Ambiente, Juliana Simões, reforça a importância do diálogo na integração da gestão entre governo federal e sociedade civil. “Para que, de fato, tenhamos sucesso é importante um processo de formação como esse, em que o plano de gestão integrada foi discutido de forma participativa entre indígenas, extrativistas e gestores”, disse. “Só assim podemos compreender o objetivo de cada área e encontrar instrumentos compartilhados de gestão, principalmente para áreas que tem sobreposição de terras”.

Participaram da mesa de abertura nesta terça-feira o diretor do ICMBio, Claudio Maretti; o coordenador da Federação das Organizações e Comunidades Indígenas do Médio Purus, Marcílio Batalha Apurinã; coordenador do IEB, Cloude Correia; coordenador do Comitê Gestor da a Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (PNGATI), Mário Nicacio; o coordenador de Gestão Ambiental da Funai, Fernando Vianna; o vice-presidente Associação dos Produtores Agroextrativistas da Assembleia de Deus do Rio Ituxi (Apadrit), pastor Antônio; e a representante da União das Mulheres Indígenas da Amazônia Brasileira Telma Marques.

O seminário conta com o apoio da Fundação Betty e Gordon Moore e da USAID/Brasil.

Fonte: Portal Amazônia

Deixe um comentário