Funai negocia acordos de cooperação técnica e financeira com o governo da Alemanha

Dois acordos de cooperação estão sendo negociados pela Funai com o governo da Alemanha: um de cooperação técnica, com a Agência Alemã de Cooperação Internacional – GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit), e outro de cooperação financeira, com o Banco Alemão de Desenvolvimento – KfW Entwicklungsbank/BMZ. Em reunião com o embaixador da Alemanha, Georg Witschel, na última sexta-feira (19), o presidente interino, Franklimberg Ribeiro de Freitas, deu o aval para que as áreas técnicas definam os termos finais dos acordos.

Para Freitas, os acordos vão ao encontro dos interesses da instituição, que não tem como apoiar projetos em todas as comunidades indígenas do Brasil. O objetivo da cooperação com a GIZ é fortalecer as instâncias de governança da Politica Nacional de Gestão Ambiental e Territorial de Terras Indígenas (PNGATI). O KfW, por sua vez, apoiará projetos relacionados a outros eixos da Política, como vigilância e fiscalização; proteção de índios isolados e de recente contato; apoio a cadeias produtivas, incluindo o desenvolvimento do Etnoturismo; recuperação de áreas degradadas, entre outros.

“Precisamos dar apoio aos nossos indígenas para que eles tenham melhores condições de vida, dentro daquilo que eles querem”, afirmou o presidente, alertando que para cada grupo étnico deverão ser desenvolvidos projetos diferenciados, respeitando suas culturas, costumes e tradições. O embaixador Witschel enfatizou que “os dois projetos visam à implementação da Política Nacional de Gestão Ambiental e Territorial de Terras Indígenas. Os programas de cooperação com o Brasil se dão sempre no âmbito de políticas e programas brasileiros”.

Os acordos estão em tratativas finais junto à Agencia Brasileira de Cooperação (ABC) do Ministério das Relações Exteriores.

Por: Ana Heloisa d’Arcanchy B. de Mello
Fonte: Funai

Deixe um comentário