Telmário Mota diz que CPI da Funai quer ‘sepultar’ política indigenista

A CPI da Fundação Nacional do Índio (Funai) e do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) quer sepultar a Funai e a política indigenista. O alerta foi feito pelo senador Telmário Mota (PTB-RR), após a aprovação do relatório final da CPI da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (30).

Para o senador, a CPI atendeu apenas aos interesses dos grandes ruralistas, que desejam o fim da Funai. Segundo Telmário Mota, a Fundação Nacional do Índio tem em seus quadros profissionais bastante qualificados, mas por falta de novos concursos públicos há uma carência enorme de servidores.

Telmário Mota também protestou contra os cortes no orçamento da Funai. Disse que a cada ano que passa o dinheiro fica mais curto na entidade.

– Com isso, um órgão tão importante para a sobrevivência, para o reconhecimento, para a manutenção, para o cuidado dos nossos povos originários acaba perdendo a sua função, num claro objetivo de um grupo comandado pelos latifundiários – disse o senador, acrescentando que os povos indígenas jamais serão obstáculo para o crescimento do país.

Fonte: Agência Senado

Deixe um comentário