Dois mil botos são mortos na Amazônia ao ano para pesca da piracatinga

A pesca e a comercialização da piracatinga estão proibidas desde janeiro de 2015 como forma de conter a matança indiscriminada de botos na Amazônia.

Apesar disso, cerca de dois mil animais ainda são mortos todos os anos. Isso demonstra que o boto ainda é utilizado como isca para a captura desse peixe, que pode ser encontrado nos supermercados com o nome de douradinha.

Para ajudar fiscais ambientais a identificarem os filés de piracatinga e frear o comércio ilegal, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) criou uma cartilha, como explica a pesquisadora da entidade Vera Maria da Silva.

De acordo com a pesquisadora, na cartilha estão disponíveis fotos de peixes e informações sobre a piracatinga para que os fiscais consigam distinguir uma espécie da outra.

Foram confeccionados mil exemplares das cartilhas, que ficarão disponíveis gratuitamente em órgãos ambientais e no Inpa.

Fonte: Radioagência Nacional

Deixe um comentário