Imazon incorpora novo satélite e detecta aumento no destamento

A partir dessa edição de dezembro de 2017, o SAD traz novidades. O satélite Sentinel-1 (radar) foi incorporado ao sistema e utilizado para o monitorar toda a Amazônia Legal, possibilitando realizar a detecção dos desmatamentos com área a partir de 1 ha que ocorrem sob nuvem. Em dezembro de 2017, o SAD detectou 184 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal. Nesse boletim, a fração de desmatamento entre 1 e 10 hectares foi de 32% do total detectado (59 quilômetros quadrados). Considerando os alertas a partir de 10 hectares e apenas os alertas ocorridos em dezembro de 2017 (ver Nota Técnica), o desmatamento detectado foi de 61 quilômetros quadrados, um aumento de 578% em relação a dezembro de 2016, quando o desmatamento somou 9 quilômetros quadrados.

Esse elevado aumento proporcional ocorre devido ao uso do radar para monitorar regiões com presença frequente de nuvens, como é o caso do trecho da Rodovia Transamazônica no Pará, que também concentrou a grande maioria dos alertas abaixo de 10 ha. Em dezembro de 2017, o desmatamento ocorreu no Pará (64%) Rondônia (18%), Mato Grosso (13%), Amazonas (2%) e Roraima (2%). Não houve detecção de degradação florestal em dezembro de 2017.

 

Baixe aqui o arquivo

Fonte: Imazon

Deixe um comentário