Associação Metareilá recebe certificação FSC para castanhas produzidas em 4 aldeias Suruí.

Castanha produzido na Terra Indígena Sete de Setembro. Foto: Ubiratan G Suruí

O Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola – IMAFLORA esteve na Terra Indígena Sete de Setembro para a realização de uma auditoria para avaliação e Certificação da castanha coletada pelos Paiter Suruí.

A auditoria verificou os procedimentos de conformidades de manejo florestal do empreendimento em relação às normas de certificação FSC aplicáveis. Segundo a coordenadora de certificação, Junia Karst “a certificação FSC é muito importante, porque mostra aos consumidores das castanhas dos Paiter Suruí, que o produto foi feito com boas praticas sócio ambientais. Além disso, traz uma questão de valorização da cultura para os Paiter e a preocupação da conservação e proteção das suas florestas”.

A equipe do IMAFLORA coletou amostras nos castanhais mapeados dentro da área de certificação.

Cada árvore de castanha é acompanhada mensalmente por uma equipe de técnicos da Associação Metareilá utilizando tecnologias de mapeamento e realizando visitas in loco.

Foram visitadas as aldeias Tikã, Lapetanha, Joaquim e Apoena Meireles onde os castanheiros puderam expor suas idéias e interesses no processo de certificação.

A Associação Metareilá atua como responsável pela organização, acompanhamento, tratamento e disponibilização de todas as informações sócio econômicas do procedimento de certificação dando suporte as aldeias que fazem parte do processo.

O processo de certificação da castanha foi iniciado em 2016, quando foi estabelecido um contrato de cooperação entre a IMAFLORA e a Associação Metareilá para atender as demandas das aldeias interessadas em certificar as castanhas coletadas.

As primeiras reuniões nas aldeias oportunizaram a realização de uma ouvidoria na qual os castanheiros registraram a importância da certificação da castanha, na sequência foi realizada uma assembleia onde todos os interessados puderam aprender sobre os procedimentos necessários e como seria conduzido o processo até a obtenção da certificação da FSC.

Castanheiros de 4 aldeias Suruí, que receberam o selo de certificação FSC.

O Líder Indígena Almir Narayamoga Suruí, esteve presente em todas as etapas do processo e disse que “a Associação Metareilá e seus associados vêm atuando fortemente na valorização das florestas, e essa certificação mostra que estamos avançando, e por meio dela os Paiter Suruí desenvolveram mais consciência sobre as possibilidades de consumo responsável da floresta, E finalmente depois de muito trabalho, temos uma ótima noticia de que conseguimos a certificação FSC para a nossa castanha”.

O Líder Indígena destacou ainda que “desta forma, esperamos que a Metareilá seja um exemplo para vários agricultores do município de Cacoal (RO), que queiram também a certificação dos seus produtos”.

A Associação Metareilá parabeniza todas as aldeias envolvidas por mais essa conquista para o povo indígena Paiter Suruí.

Fonte: Paiter Suruí

Deixe um comentário