Em 48 horas, Amapá registrou 22% dos focos de incêndios previstos para outubro

Foram 337 casos entre os dias 8 e 9, diz o NHMET, que previa 1,5 mil casos para todo o mês.

Nas últimas 48 horas, entre segunda (8) e terça-feira (9), foram registrados 337 focos de incêndio em áreas de mata rurais e urbanas no estado. O dado chamou a atenção do Núcleo de Hidrometeorologia do Amapá (NHMET) porque foi 47% maior que os casos contabilizados nos dois dias anteriores, sábado (6) e domingo (7).

Os 337 casos nos dois dias, equivalem a mais de 22% do previsto para todo o mês de outubro, que é de 1,5 mil focos de incêndio, segundo o NHMET, vinculado ao Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa). Para novembro, são esperados cerca de 2,6 mil.

Os focos são controlados e monitorados para evitar que se espalhem para áreas habitadas ou de reservas naturais. Os municípios com maior número de incêndio nesse período foram Ferreira Gomes (110), Tartarugalzinho (83), Calçoene (49), Oiapoque (38) e Amapá (19).

Um dos alertas dos órgãos de segurança é para os incêndios às margens das rodovias federais, como as BR-156 e 210, onde a fumaça pode impedir a visibilidade de motoristas em trechos de alta velocidade. Na segunda e terça-feira, a temperatura média no estado foi de 34 graus.

Como forma de prevenção, o NHMET pede que a população evite queimar lixo e folhas de árvores, que são as práticas mais comuns de queimada feita pela população.

Fonte: G1

Deixe um comentário