Organizações pedem veto ao projeto que acaba com 11 áreas protegidas em Rondônia

Deputados assinam emenda coletiva e pedem extinção das reservas florestais criadas por decreto pelo Executivo. Foto: ALRO.

Mais de 60 organizações da sociedade civil protocolaram nesta sexta-feira (5) uma carta pedindo ao governador de Rondônia, Daniel Pereira, que vete o Projeto de Lei (PL) que extingue 11 Unidades de Conservação (UCs) no Estado. O PL foi protocolado na manhã de 25 de setembro na Assembleia Legislativa e foi aprovado ainda no mesmo dia, por unanimidade, após menos de uma hora de discussão.

Na carta endereçada ao governador, as entidades destacam que o projeto não foi discutido com a sociedade e que a extinção das UCs “vem em um momento particularmente grave, em que Rondônia exerce protagonismo no desmatamento da Amazônia”.

As Ucs vêm sendo alvo dos parlamentares desde foram criadas, em março deste ano, por um decreto do então governador Confúcio Moura. Juntas, as áreas somam 537 mil hectares.

Entre as instituições da sociedade civil, governamentais, de pesquisa e empresas que assinam a carta, estão a Coalizão Pro-UCs (iniciativa formada por ONGs), a Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé, o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), o Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora), The Nature Conservancy (TNC) e o WWF-Brasil.

Leia a carta na íntegra.

Por: Fernanda Wenzel
Fonte: ((o))eco
Deixe um comentário