Desmatamento na Amazônia caiu 28% em outubro, diz Imazon

Homens da Polícia Ambiental fiscalizam desmatamento ilegal de árvores no Parque Nacional Jamanxim, na Amazônia, próximo ao município de Novo Progresso, no Pará, em maio de 2017 Foto: Nacho Doce/Reuters

O desmatamento na Amazônia diminuiu 28% em outubro deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados do monitoramento mantido pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), divulgados nesta quarta-feira (21).

O Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do instituto indica que 184 quilômetros quadrados de florestas foram derrubados no mês passado. Em outubro de 2017, foram desmatados 261 quilômetros quadrados.

Ainda não se sabe se a queda foi pontual ou apenas uma inflexão na curva de subida que a derrubada da floresta apresenta desde agosto, mês que inicia o calendário do desmatamento anual. Tanto o Imazon quanto o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), que realiza o monitoramento oficial do desmatamento da Amazônia, iniciam a contagem do desmatamento de agosto de um ano até julho do ano seguinte. Sempre comparado com o mesmo mês do ano anterior.

De agosto para outubro foram desmatados 1176 km² na Amazônia Legal, um aumento de 72% em relação aos três primeiros meses (agosto, setembro e outubro) do ano passado, quando foram derrubados 683 km².

Pará (34%), Mato Grosso (20%) e Amazonas (19%) foram os Estados que mais desmataram no período.

SAD – Outubro 2018 – Imazon

Por: Daniele Bragança
Fonte: O Eco

Deixe um comentário