Nova CPI das ONGs é articulada no Congresso Nacional

Uma nova CPI da ONGs (Organizações Não Governamentais) está sendo articulada no Congresso Nacional. Um grupo de deputados federais vem trabalhando na coleta de assinaturas para instalar a comissão parlamentar de inquérito que terá o objetivo de investigar a atuação das ONGs no país, desde o financiamento até o resultado efetivo para a sociedade das ações que elas desenvolvem.

Alguns parlamentares têm curiosidade em saber, por exemplo, que são os financiadores da Abrasco, do Instituto Socioambiental (ISA), do Greepeace e do WWF, entre outras entidades.

A avaliação do setor produtivo – especialmente o rural – é que algumas ONGs trabalham alinhadas aos interesses dos concorrentes do Brasil no mercado internacional de produtos agropecuários.

Independentemente da CPI, a futura ministra da Agricultura, deputada Tereza Cristina (DEM-MS), já sinalizou que o governo Bolsonaro pretende saber o que é feito com os recursos federais repassados a ONGs. Parte da verba é proveniente das multas aplicadas ao setor agropecuário. Segundo ela, o volume transferido às ONGs é “grandioso”.

A primeira CPI foi instalada em 2007, durante o governo Lula. Encerrou em 2010, sem houvesse uma conclusão sobre a investigação. À época, a CPI enfrentou uma série de obstáculos, o que atrapalhou os trabalhos.

Fonte: AgroemDia

Deixe um comentário