PF desmonta esquema de exploração ilegal de madeira no Amapá

A Polícia Federal desarticulou, nesta quarta-feira (06),uma organização criminosa formada por agentes públicos e empresários do ramo de serraria, especializada na exploração ilegal de madeira, em Macapá (AP). Foto: Pixabay.

A Polícia Federal deflagrou (PF) nesta quarta-feira (06) a “Operação Traquinagem” para desarticular uma organização criminosa formada por agentes públicos e empresários do ramo de serraria, especializada na exploração ilegal de madeira, em Macapá (AP). A ação foi desencadeada por um trabalho em conjunto com Ministério Público Federal e resultou no cumprimento de três mandados de busca e apreensão na cidade.

Segundo a PF, foi constatado durante as investigações que os empresários e os agentes públicos criaram um esquema fraudulento de emissão do Documento de Origem Florestal (DOF), licença obrigatória para o transporte e armazenamento de produtos florestais de origem nativa. A documentação falsa permitia a criação de créditos madeireiros fictícios para a exploração de madeira de origem ilegal.

A Polícia Federal não informou o nome dos agentes públicos e empresários envolvidos na fraude. A PF também não revelou em quais bairros cumpriu os mandados de busca e apreensão e nem de qual órgão os agentes públicos fazem parte.

Os investigados poderão responder pelos crimes de falsidade ideológica, organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, advocacia administrativa e desmatamento ilegal.

Por Sabrina Rodrigues*
Com informações da Assessoria de Comunicação da Polícia Federal no Amapá.
Fonte: ((o)) eco

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.