Cimi Regional Amazônia Ocidental lamenta assassinato do cacique Pian Kanamari, no Acre

Pian Kanamari, que era cacique da aldeia Mamori, Terra Indígena Kanamari do Médio Juruá, foi brutalmente assassinado na cidade de Eirunepé, no Acre

Pian Kanamari. Foto: Cimi Regional Amazônia Ocidental
Pian Kanamari. Foto: Cimi Regional Amazônia Ocidental

O Conselho Indigenista Missionário – Cimi Regional Amazônia Ocidental comunica, com imenso pesar, o assassinato do líder indígena Waldemar Kanamari, conhecido como Pian Kanamari, de 39 anos, no dia 28 de julho. Pian, que era cacique da aldeia Mamori, Terra Indígena Kanamari do Médio Juruá, foi brutalmente assassinado na cidade de Eirunepé, no Amazonas. Segundo testemunhas, após uma tentativa de roubo, o indígena foi covardemente esfaqueado pelas costas e não resistiu aos ferimentos.

Pian Kanamari havia chegado de uma expedição, realizada juntamente com o Cimi e Fundação Nacional do Índio (Funai), às aldeias do povo Madiha, e se preparava para uma viagem que faria ao Vaticano, onde acompanharia o Sínodo da Amazônia. Importante liderança do povo Kanamari, era comprometido com as lutas dos povos indígenas em defesa de seus direitos e territórios, e devotava especial atenção para a defesa dos direitos dos povos isolados da Amazônia. Pian deixa uma esposa grávida e dois filhos.

Lamentamos profundamente este assassinato, nos solidarizamos com seus familiares e amigos e, com o povo Kanamari, exigimos justiça.

Eirunepé, 29 de julho de 2019.

CONSELHO INDIGENISTA MISSIONÁRIO
Regional Amazônia Ocidental

Fonte: CIMI

Deixe um comentário