Noruega suspende repasses para o Fundo Amazônia

Pássaros voam no meio da Amazônia – Keiny Andrade/Folhapress

Após corte de financiamento da Alemanha, a Noruega também decidiu suspender repasses destinados aos projetos de conservação ambiental do Brasil. O anuncio foi feito pelo ministro do Clima e Meio Ambiente da Noruega, Ola Elvestuen, e o valor gira em torno de 300 milhões de coroas norueguesas, equivalente a R$ 133 milhões, que seriam destinados ao Fundo Amazônia.

As informações foram divulgadas pelo jornal Norueguês Dagens Næringsliv e reproduzida pelos portais brasileiros. O motivo seria o não cumprimento dos acordos contra o desmatamento da Amazônia e as mudanças na gestão dos recursos pretendidas pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. O país europeu já doou 8,3 bilhões de coroas norueguesas para iniciativas de preservação da floresta e é responsável por 95% dos recursos do fundo.

O desmatamento tem crescido nos últimos meses. Em julho o aumento chegou a 278% em comparação ao mesmo mês do ano anterior segundo os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Para o ministro Norueguês não é possível atingir as metas climáticas sem a proteção da Amazônia.

A Alemanha já havia anunciado o congelamento de financiamentos a projetos de conservação, mas que não estava ligada diretamente ao Fundo Amazônia. Bolsonaro reagiu e atacou a chanceler Angela Markel: “Eu queria até mandar recado para a senhora querida [chanceler federal da Alemanha] Angela Merkel, que suspendeu 80 milhões de dólares para a Amazônia. Pegue essa grana e refloreste a Alemanha, tá ok? Lá tá precisando muito mais do que aqui”.

Fonte: Amazônia.org.br

Deixe um comentário