Presidente do PSOL em Xapuri é assassinado

Foto: Reprodução/Facebook

O corpo de Josemar da Silva Conde, o Tripinha, mecânico e pequeno empresário assassinado com um tiro de espingarda na tarde da última quarta-feira, 20, em Xapuri, chegou à cidade na noite de ontem, 21, depois de ser autopsiado no Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco. O velório está sendo realizado na igreja Assembleia de Deus e o sepultamento ocorrerá nesta sexta-feira, 22, por volta das 10 horas da manhã, segundo informação divulgada por familiares em uma rede social.

A morte de Josemar é mais uma daquelas que ainda consegue causar comoção em uma pequena cidade como Xapuri, onde ele era uma pessoa muito conhecida. Tripinha Motos era a sua marca empresarial, e o seu ofício, a mecânica de motocicletas com sua loja de peças e acessórios, era o que lhe identificava, além da sua índole e reputação, visto que era uma pessoa notoriamente do bem, trabalhadora e de origem humilde. O apelido adotado como nome veio do pai, já falecido, que era conhecido como Tripa de Galinha.

Mas, mais do que o impacto e a consternação causados em Xapuri, o fato repercutiu em alguns veículos de alcance nacional por conta da ligação de Tripinha com o Partido Socialismo e Liberdade – PSOL. Ele era presidente do diretório municipal da sigla partidária em Xapuri, tendo sido candidato ao cargo de vice-prefeito nas últimas eleições municipais compondo chapa com o ex-prefeito Wanderley Viana de Lima, naquela ocasião do Partido Republicano da Ordem Social – PROS.

No entanto, as informações sobre a morte de Josemar da Silva Conde que foram repercutidas além do Acre com a ajuda de membros do PSOL reproduzem alguns equívocos. O maior deles é a afirmação de que o crime foi político. Já está claro tanto para a família quanto para a polícia que a motivação para o bárbaro assassinato foi um desentendimento que se arrastava há anos entre a vítima e o autor, que, inclusive, era afilhado de Josemar, também segundo a família.

“Acabo de ser informado que o presidente do PSOL em Xapuri, cidade do grande Chico Mendes, foi barbaramente assassinado.

Nosso companheiro Josemar da Silva Conde também era seringueiro e foi candidato a vice-prefeito pelo PSOL. Exigimos apuração do crime. Chega de impunidade!”, denunciou o presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, no Twitter.

Fonte: Revista Fórum

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.