Diretor de Proteção Ambiental do Ibama é exonerado

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado.

O Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, exonerou nesta terça-feira (14) o Diretor de Proteção Ambiental do Instituto Brasileiro de Recursos Renováveis (Ibama), Olivaldi Azevedo. A queda de Olivaldi ocorre dois dias após a veiculação de uma reportagem produzida pelo Fantástico (Rede Globo) que acompanhou uma operação de fiscalização do Ibama em Terras Indígenas no sul do Pará para combater o garimpo ilegal e impedir a transmissão da COVID-19 para os indígenas.

A exoneração foi publicada na edição desta terça-feira no Diário Oficial da União.

Os rumores que circulam pelos corredores do Ibama é de que a exoneração teria sido feita como retaliação de Salles, que não teria aprovado a reportagem, ou melhor, não teria aprovado a própria operação de fiscalização. ((o))eco entrou em contato com dois servidores do Ibama que pediram para não serem identificados e ambos confirmaram a especulação interna e ainda acrescentaram: “os próximos na lista são o Hugo e o Renê”, se referindo ao coordenador de operações de fiscalização do Ibama, Hugo Loss, um dos entrevistados na reportagem do Fantástico; e ao coordenador-geral de fiscalização ambiental, Renê Luiz de Oliveira.

A megaoperação do Ibama ocorreu nas Terras Indígenas Araweté (dos povos Araweté e isolados do Igarapé Bom Jardim), Trincheira Bacajá (dos Mebêngôkre Kayapó e Xikrin) e Apyterewa (do povo Parakanã) e a matéria do Fantástico uniu dois assuntos sensíveis ao governo: o garimpo em Terras Indígenas, que o presidente Jair Bolsonaro luta para liberar – em fevereiro deste ano o executivo encaminhou um Projeto de Lei (PL 191/2020) para regulamentar a exploração da mineração e outras atividades em Terras Indígenas – e a TV Globo, veículo publicamente atacado por Bolsonaro.

O Ministério do Meio Ambiente não justificou oficialmente a exoneração e ainda não apontou quem ocupará o cargo no lugar de Olivaldi. Um dos nomes que surgiram na ‘rádio corredor’ seria o de Luis Carlos Hiromi Nagao, atual Diretor de Planejamento Administração e Logística do Ibama.

Reprodução: DOU.

Por: Duda Menegassi
Fonte: O Eco

Deixe um comentário