Isolamento no Pará se mantém em primeiro lugar no país; taxa precisa chegar em 70%

Belém registrou o maior número de ocorrências, totalizando 65 multas.

Avenida Nazaré, uma das mais movimentadas do centro de Belém, depois do decreto estadual de isolamento pelo novo coronavírus — Foto: Jorge Sauma/G1
Avenida Nazaré, uma das mais movimentadas do centro de Belém, depois do decreto estadual de isolamento pelo novo coronavírus — Foto: Jorge Sauma/G1

No segundo dia útil de aplicação de multas e após três dias de orientações, o Pará se mantém na primeira colocação de melhor taxa de isolamento de todo o país. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), capital paraense atingiu taxa de 57% de isolamento nesta terça-feira (12).

O secretário de segurança pública e defesa social do Pará, Ualame Machado, esclarece que ainda ocupando a primeira colocação, as pessoas devem entender que é preciso um esforço coletivo ainda maior para alcançar os 70% orientados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo o balanço realizado no primeiro de dia de fiscalizações na capital paraense, na segunda-feira (12) de 00h01 às 23h59 103 multas foram aplicadas por desobediência ao ‘lockdown’. Belém registrou o maior número de ocorrências, totalizando 65 multas.

Penalidades

Na Região Metropolitana de Belém, incluindo os distritos, os bairros com mais penalidades aplicadas foram: Sacramenta (20), Água boa de outeiro (5) e Fidélis (5). O domingo foi o primeiro dia de autuação, após três dias de trabalho educativo. A previsão é que a suspensão total de atividades não essenciais, com restrição de circulação de pessoas, ocorra até o dia 17 de maio.

De domingo (10), até essa segunda-feira (12), 194 multas já foram aplicadas para quem foi identificado circulando em vias públicas sem necessidade comprovada.

Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Campina de Icoaraci (71%), Cremação (68,3%) Nazaré (66,9%). Já onde as pessoas desobedeceram a recomendação de ficar em casa, registrando um baixo índice de isolamento, foram: Paracuri (28,06%), Maracacuera (39,3%) e Brasília (37,7%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros Cidade Nova III (62,3%), Águas Brancas (61,9%), Júlia Seffer (61,2%). Já os piores índices foram observados nos bairros Águas Lindas (42,1%), Icuí-Laranjeira (45,4%) e Centro (47,6%).

Nas 10 cidades onde ocorre o ‘lockdown’ os índices foram: Belém (57%), Ananindeua (54,4%), Marituba (52,4%), Benevides (50,5%), Santa Bárbara (50%), Santa Izabel (47,6%), Castanhal (47,6%), Santo Antônio do Tauá (50%), Breves (61,3%) e Vigia (47,8%).

A porcentagem de isolamento dos 144 municípios paraenses e o monitoramento completo estão disponíveis em um espaço exclusivo sobre os índices no site da Segup.

Capitais com circulação restrita por causa do coronavírus  — Foto: Amanda Paes/G1
Capitais com circulação restrita por causa do coronavírus — Foto: Amanda Paes/G1

Fonte: G1

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.