Alessandra Munduruku ganha Prêmio Robert F. Kennedy de direitos humanos

Laurel foi entregue a líder indígena por sua luta em defesa dos territórios tradicionais e contra o garimpo ilegal

Alessandra Korap Munduruku
(Foto: Alberto César Araújo/Amazônia Real)

A líder índigena munduruku Alessandra Korap Munduruku, 36, é a ganhadora do Prêmio Robert F. Kennedy de Direitos Humanos (EUA). Trata-se de um reconhecimento à sua luta em defesa dos territórios tradicionais e contra o garimpo ilegal. Atualmente o governo federal tem buscado formas de legalizar mineração e outras atividades com impactos socioambientais em terras indígenas.

“Como liderança, Alessandra defende os direitos indígenas, principalmente na luta pela demarcação dos territórios indígenas e contra grande projetos que afetam terras indígenas e territórios tradicionais na região do Tapajós [Pará e Mato Grosso]”, diz o comunicado do prêmio.

É a segunda vez que um brasileiro ganha o prêmio, criado há 37 anos. Em 2001, o advogado Darci Frigo foi homenageado por seu trabalho em favor da reforma agrária. Este ano foi a vez de Alessandra que também chama bastante atenção no movimento das mulheres indígenas.

O prêmio leva o nome do irmão do presidente democrata John Kennedy, morto em 1963. Procurador-geral e senador por Nova York, Robert também foi assassinado, em 1968.

A cerimônia virtual, em 22 de outubro, contará com a participação de John Kerry, ex-secretário de Estado dos EUA e candidato derrotado à Presidência do Partido Democrata.

Korap diz que todo o valor de US$ 30 mil (R$ 166 mil) que recebeu do prêmio será investido para fortalecer a luta dos munduruku contra o aumento do desmatamento na região do Tapajós que é resultado do processo de expansão do mercado com a perspectiva da construção da ferrovia Ferrogrão, para escoamento de soja e milho, a instalação de hidrelétricas e da chegada da multinacional Anglo American para atividade de mineração.

Fonte: Amazônia.org.br

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.