Dia: 12 de janeiro de 2022

MPF recomenda exumação de corpos de indígenas em Roraima

Medida visa garantir que o enterro de vítimas de covid-19 siga tradições culturais desses povos O Ministério Público Federal emitiu recomendação aos Distritos Sanitários Especiais Indígenas do Leste de Roraima e Yanomami para que os órgãos promovam a exumação e traslado dos restos mortais de indígenas que tenham falecido em decorrência da covid-19 e que …

MPF recomenda exumação de corpos de indígenas em Roraima Leia mais »

Adepará participa de programação sobre o cultivo da soja, em Altamira

Empresas e produtores locais debateram exposição de tecnologias, variedades de sementes, novas tecnologias para o cultivo A Agência de Defesa Agropecuária do Estado (Adepará) participou, no último dia 8 de janeiro, de um evento sobre o Dia no Campo, promovido por empresas privadas do município de Altamira e contou com a participação da gerência regional …

Adepará participa de programação sobre o cultivo da soja, em Altamira Leia mais »

Contaminadas por mercúrio

Mesmo com ameaças de garimpeiros e carro incendiado como “recado”, estudo conseguiu identificar a contaminação de mulheres em vilarejo no Amapá Por: Dyepeson Martins Numa casa de madeira – com dois cômodos, móveis velhos e muitas goteiras – no município de Porto Grande, interior do Amapá, uma jovem de 23 anos, que nasceu e criou …

Contaminadas por mercúrio Leia mais »

Anistia Internacional cobra investigações sobre mortes de ambientalistas no Pará

O ambientalista José Gomes, mais conhecido como Zé do Lago, sua esposa Márcia Nunes Lisboa e a filha do casal, Joene Nunes Lisboa, foram encontrados mortos com marcas de armas de fogo no último domingo (9) no rio Xingu, próximo à residência da família na Ilha da Cachoeira do Mucura, no município de São Félix …

Anistia Internacional cobra investigações sobre mortes de ambientalistas no Pará Leia mais »

A luta de Rita Piripkura para salvar seus parentes

Rita Piripkura é uma das últimas sobreviventes de seu povo. Além dela, só há registro de mais dois Piripkura: seu irmão Baita e o sobrinho Tamandua. Os dois vivem em isolamento voluntário em seu território, localizado no extremo norte de Mato Grosso, na divisa com Amazonas, entre as cidades de Colniza e Rondolândia, “lá na …

A luta de Rita Piripkura para salvar seus parentes Leia mais »