Acre é destacado como um dos estados de menor índice de desmatamento da Amazônia Legal

O Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), ferramenta de monitoramento da Amazônia Legal, baseada em imagens de satélites para reportar mensalmente o ritmo da degradação florestal e do desmatamento na região, detectou que em maio deste ano o Acre foi um dos estados da Amazônia Legal que menos realizou desmatamentos, ficando atrás apenas do Maranhão.

O SAD detectou 1.476 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal, um aumento de 31% em relação a maio de 2021, quando o desmatamento somou 1.125 quilômetros quadrados. O desmatamento detectado em maio de 2022 ocorreu no Amazonas (38%), Pará (32%), Mato Grosso (13%), Rondônia (12%), Acre (3%) e Maranhão (2%). Em maio de 2022, a maioria (60%) do desmatamento ocorreu em áreas privadas ou sob diversos estágios de posse. O restante do desmatamento foi registrado em Assentamentos (23%), Unidades de Conservação (16%) e Terras Indígenas (1%).

Acre foi um dos estados da Amazônia Legal que teve redução no índice de desmatamento. Foto: Pedro Devani/Secom

O presidente do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), André Hassem, destaca que os trabalhos de conscientização junto à sociedade e entidades, por meio da educação ambiental, desenvolvidos pelo instituto colaboraram para os resultados alcançados. Segundo ele, esta é a resposta de 3 anos e meio de trabalho, e destaca que as equipes do Instituto continuam em campo, intensificando a parte da educação ambiental, em parceria com as prefeituras municipais, sindicatos rurais, secretarias municipais de educação,  agricultores, pecuaristas e homens do campo que também têm ajudado a evitar os crimes ambientais, protegendo suas propriedades.

“Isso é uma resposta do governo do Acre para toda a sociedade e nós queremos convocá-la para que trabalhe conosco, em parceria, para que possamos prevenir, por meio da educação ambiental, conscientizar as pessoas de que precisamos do meio ambiente, que ele é vida e nós temos que cuidar para as novas gerações do nosso estado”, destaca o presidente.

Por Marília Gabriela Silva
Fonte: Governo do Estado do Acre