Alerta: Focos de queimada no MT em novembro já são quase três vezes maiores que o mesmo período do ano passado

Na primeira quinzena do mês de novembro, foram registrados 1252 focos ativos de incêndio no estado do Mato Grosso, o número representa um aumento de quase três vezes em relação ao mesmo período do ano passado e já ultrapassa a média mensal (1213) calculada desde o início da série histórica (1998) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE. 

No comparativo mensal, nota-se que os focos de incêndio no Mato Grosso se concentram entre os meses de maio e outubro, período mais seco do ano no estado, e caem significativamente a partir do mês de novembro. Contudo, mesmo com o início das época de chuvas, o número de focos pode ser ainda bem maior esse ano, considerando o elevado número de focos registrados até a metade do mês. Dados do Instituto Nacional de Meteorologia – INMET do dia 17 de novembro alertam para risco de incêndio altíssimo e grande em 19 estações meteorológicas no estado.

O governador do Estado, Mauro Mendes, participa da Conferência do Clima da ONU (COP27), no Egito, e defendeu que as regras para a crimes ambientais sejam mais severas. “Eu proponho uma medida forte para combater o desmatamento ilegal: perdimento da área de terra para quem fazer o desmatamento ilegal. Quem fez e ficar comprovado toma para si a responsabilidade. É game over. Se desmatar ilegalmente, aquela área, aquele CAR (Cadastro Ambiental Rura)] fica perdido. Se não for área regularizada, fica decretada a perda da posse”, explicou.