COP26: EUA espera ações concretas do governo Bolsonaro em relação as mudanças climáticas e ao meio ambiente

Nesta quarta-feira (10), o enviado especial do governo americano para questões climáticas, John Kerry, se reuniu com o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, no pavilhão do Brasil na COP26, que ocorre em Glasgow, Escócia. Kerry afirmou que as conversas com o governo brasileiro na Conferência da ONU, são baseadas em medidas concretas, e não em promessas.

O encontro durou cerca de 40 minutos, além de John Kerry, o negociador americano que trata da parte de finanças também esteve presente. O ministro do Meio Ambiente, vem batendo na tecla sobre a necessidade de receber financiamento dos países mais ricos. Antes da reunião com Kerry, Leite havia dito na plenária de líderes que a promessa de US$ 100 bilhões feita pelos países desenvolvidos e não cumprida já é insuficiente para bancar uma “transição verde inclusiva”.

O governo brasileiro pediu aos americanos mais financiamento e cooperação para a redução das emissões de metano, já que eles possuem tecnologia avançada para conter os gases poluentes produzidos pelos animais durante a digestão. Os EUA também mencionaram a possibilidade de cooperar com tecnologia e financiamento na área de florestas. Também se discutiu a regulamentação do mercado de carbono, presente no  artigo 6º do Acordo de Paris, que ainda aguarda aprovação e cujas negociações têm sido bloqueadas pelo Brasil nas COPs mais recentes.

*Informações do jornal Folha de São Paulo 

Fonte: Amazônia.org