Delegado que lidera investigação contra Salles perde cargo de chefia na PF

Polícia Federal trocou a chefia da Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros do Distrito Federal. Delegado continua no comando das investigações contra Salles

A Polícia Federal resolveu trocar a chefia da Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros do Distrito Federal e com isso o delegado Franco Perazzoni, que comandou no mês passado a operação de busca e apreensão no Ministério do Meio Ambiente, perdeu o cargo. As informações são do jornal O GLOBO.

Segundo o jornal, a mudança na chefia veio da Superintendência do Distrito Federal e não da direção-geral da PF, como ocorreu há dois meses com o superintendente da PF no Amazonas, Alexandre Saraiva, afastado do cargo após enviar notícia-crime contra Salles por ele supostamente interferir em uma operação policial.

No caso do delegado Perazzoni, embora ele não comande mais a Delegacia de Repressão à Corrupção, as investigações sobre a operação Akuanduba ainda são chefiadas por ele. Salles é investigado, junto com outras 9 autoridades – incluindo o presidente afastado do Ibama, Eduardo Bim –, por mudanças nas regras de exportação de madeira nativa, que teriam beneficiado madeireiras.

Por: Daniele Bragança
Fonte: O Eco