Em um dia Amazônia registra mais queimadas do que o “dia do fogo” em 2019

Nesta segunda-feira (22) a Amazônia registrou altos números de queimadas, o maior para um mês de agosto desde 2017. O programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas (Inpe) contabilizou 3.358 focos de calor na região. O aumento na média diária dos focos de calor na região tem tido um crescente aumento nos últimos dias.

O número ultrapassa o que foi registrado no “dia do fogo” em agosto de 2019, quando produtores rurais combinaram para o mesmo período queima de pasto e de áreas em processo de desmatamento. No dia 10 foram registrados 1.173 e no dia seguinte registrou mais 2.366. Na época, os altos números de incêndios geraram uma imagem negativa para o primeiro ano do mandato do presidente Jair Bolsonaro.

Também no dia 22, o atual presidente chamava de mentira no Jornal Nacional a fama do Brasil ser destruidor da floresta.

Historicamente, agosto e setembro são os meses que mais têm queimadas na Amazônia, coincidindo com o período de menos chuvas na região. É nesse bimestre que ocorre a chamada estação do fogo.

Fonte: Amazônia.org.br