Ex-ministros do Meio Ambiente pedem a líderes europeus que ajudem “dupla calamidade” na Amazônia

Documento que descreve crises do meio ambiente e na área da saúde foi enviado nesta terça-feira (26) para Emmanuel Macron, Angela Merkel e Erna Solberg.

Nesta terça-feira (26), nove ex-ministros do Meio Ambiente enviaram para o presidente da França, Emmanuel Macron, à primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, e à primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, um pedido de ajuda para combater o que chamaram de “dupla calamidade pública”, em relação às crises do meio ambiente e da saúde na região.

Assinam a carta: José Goldemberg, Rubens Ricupero, Gustavo Krause, Izabella Teixeira, José Sarney Filho, José Carlos Carvalho, Marina Silva, Carlos Minc e Edson Duarte.

Na carta os ex-ministros relatam que a Amazônia brasileira “necessita da urgente solidariedade e colaboração de países amigos”. Em seguida, explicam quais são os principais problemas que ocorreu na região em 2020, como desmatamentos e queimadas e o caos causado pela Covid-19, em especial no estado do Amazonas.

Os ex-ministros explicam que sabem “por experiência que nem o governo federal nem os governos locais possuem todos os meios indispensáveis para socorrer as populações mais frágeis e vulneráveis da região”, em seguida fazem um apelo para conseguir doações de materiais, equipamentos e medicamentos de saúde para conter o avanço do coronavírus e das mortes, principalmente no Amazonas que sofre com falta de oxigênio e lotação dos hospitais

“É por esse motivo que nos permitimos dirigir um veemente e emocionado apelo a Vossa Excelência, em favor de imediata ajuda a essas populações, sob a forma de doação de materiais, equipamentos e medicamentos vitais para assegurar a sobrevivência deles, como por exemplo: cilindros de oxigênio, concentrador de oxigênio, usinas de produção de oxigênio medicinal, equipamentos para a instalação de unidades de terapia intensiva, macas, oxímetros, bi-level positive airway pressure (bipap), compressor que infla as vias aéreas superiores (vpap) e remédios usados no tratamento da Covid-19”, escreveram os ex-ministros.

A carta finaliza com um pedido aos líderes europeus para proteção dos povos da floresta. “Solicitamos igualmente que V. Exa possa se fazer intermediária, junto a outros governos de países desenvolvidos, deste urgente pedido de socorro que lhes dirigem os necessitados habitantes das nossas florestas, tão severamente assolados pela pandemia.”

*Informações G1

Fonte: Amazônia.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *