Ex-presidente do Banco Central diz que a alta no índice de crimes ambientais traz enorme risco ao agronegócio

Para Arminio o país “tem merecido uma imagem bastante negativa na cena internacional”

— Foto: Luciana Whitaker/Valor

O ex-presidente do Banco Central e sócio fundador da Gávea Investimentos, Arminio Fraga, afirmou nesta terça-feira (22) que o desmatamento reduz o interesse de outros países investirem no Brasil, ele ainda acrescenta que o país “tem merecido uma imagem bastante negativa na cena internacional” em relação as políticas ambientais. 

Segundo o economista a negligência no combate as queimadas “prejudica cada vez mais o acesso a mercados para nossos produtos”. Ele cita também que os altos índices de crimes ambientais traz “enorme risco para o ecossistema do agronegócio, nosso setor mais bem sucedido, e para a oferta de energia”.

O discurso de Armani foi realizado no segundo dia da audiência pública para discutir a gestão do Fundo Nacional sobre Mudança do Clima — o Fundo Clima. “Na Amazônia, hoje nos aproximamos de um ponto a partir do qual a degradação se torna irreversível. A persistir o aumento da temperatura do planeta, as consequências serão devastadoras.”

*Informações do jornal Valor Econômico

Fonte: Amazônia.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *