Força Nacional apoiará o Ibama na fiscalização da Amazônia Legal

Governo formaliza uso de policiais militares na fiscalização ambiental, que atuarão por 8 meses e 20 dias, prorrogável por igual período

Sem conseguir dinheiro do governo Biden, o governo mantém o plano de usar a Força Nacional para fazer o combate aos ilícitos ambientais na Amazônia. Nesta quinta-feira, o ministro da Segurança Pública, Anderson Torres, autorizou o uso da Força Nacional para missões de apoio ao Ibama na Amazônia, por 260 dias, prorrogável por igual período. Não foi disponibilizado o tamanho do efetivo, que seguirá “o planejamento definido pela Diretoria da Força Nacional de Segurança Pública, da Secretaria Nacional de Segurança Pública.”

Em entrevista ao Estadão no início de abril, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, comentou sobre a ideia de usar a Força Nacional na fiscalização. “Não temos orçamento. E é muito mais barato e rápido pagar diárias. Para fazer concurso vai um ano. Isso se você tiver recursos, que também não é o caso. O que a gente tem são recursos para remunerar a Força Nacional, num certo volume. Se eu tiver recursos estrangeiros, e foi nessa linha que conversamos com os americanos também, aumento substancialmente a capacidade de recrutar gente e a quantidade de tropas que fazem o trabalho”.

Por: Daniele Bragança
Fonte: O Eco