Indígenas fecham rodovia no Pará por direitos e contra o Marco Temporal

Centenas de indígenas, de diversos povos da região do Baixo Tapajós, no Oeste do Pará, ocuparam a BR-163 na manhã desta quarta feira (30), na cidade de Santarém, um dos principais polos econômicos da região Norte. O município abriga milhares de indígenas, tanto em aldeias, quando em área urbana. A manifestação de deu contra o PL 490 e o marco temporal, dispositivos legais que fragilizam os povos indígenas e seus territórios.

Fotos: Leonardo Milano

Centenas de indígenas, de diversos povos da região do Baixo Tapajós, no Oeste do Pará, ocuparam a BR-163 na manhã desta quarta feira (30), na cidade de Santarém, um dos principais polos econômicos da região Norte. O município abriga milhares de indígenas, tanto em aldeias, quando em área urbana. A manifestação de deu contra o PL 490 e o “marco temporal”, dispositivos legais que fragilizam os povos indígenas e seus territórios.

Entenda o que significa a possibilidade da criação de um “marco temporal” em https://jornalistaslivres.org/stf-retoma-julgamento-do-marco-temporal-que-pode-destruir-indigenas/

Sobre as propostas de destruição das terras, cultura e povos indígenas pelo PL 490, leia: https://jornalistaslivres.org/entenda-o-bolo-de-retrocessos-contra-os-indigenas-que-o-pl-490-carrega/

Para mais informações sobre as reivindicações dos indígenas do Pará, acesse: https://jornalistaslivres.org/autodemarcacao-tupinamba-reivindica-reconhecimento-do-territorio-no-para/

Fotos: Leonardo Milano
Fotos: Leonardo Milano

Por: Leonardo Milano
Fonte: Jornalistas Livres